Vice-diretora de presídio é suspeita de ajudar suposto affair a fugir de prisão nos EUA

Investigadores ainda não sabem se Case Cole White pode ter ameaçado Vicky White Divulgação/Lauderdale County Sheriff's Office As forças de segurança do estado do Alabama, nos Estados Unidos, estão à procura de um preso que escapou de uma penitenciária no condado de Lauderdale e de uma agente prisional, que supostamente o ajudou a fugir. Eles estão desaparecidos há três dias, embora tenha sido apenas nesta segunda-feira (2) que o xerife do condado atualizou o mandado de busca e prisão dos dois, pois acredita que já foi comprovado que a agente, Vicky White, ajudou o preso, Casey Cole White, a fugir. Em declarações à imprensa local, o xerife do condado, Rick Singleton, reconheceu que os colegas da agente estão "em choque" por considerá-la uma funcionária exemplar, que também tinha responsabilidades na penitenciária, da qual ela era atualmente vice-diretora. Veja também Internacional Rússia avança com lentidão no Donbass, dizem Estados Unidos Internacional Estados Unidos criticam convite a Vladimir Putin para cúpula do G20 Internacional Haitianos bloqueados no nordeste do México tentam entrar nos EUA "Sabemos que ela participou. Esta não é a Vicky White que conhecemos", disse o xerife, que, no entanto, reconheceu que ainda não sabe se a agente colaborou por vontade própria ou fez sob ameaça do prisioneiro. De qualquer forma, o mandado de busca e prisão lista tanto como potencialmente perigoso quanto armado. O prisioneiro fugitivo aguardava julgamento por um caso de assassinato com pena capital — que pode ser punido com prisão perpétua ou sentença de morte — embora já estivesse cumprindo pena por outro caso. De acordo com o xerife, a agente disse a seus colegas que deveria transportar o preso para o tribunal do condado para uma avaliação de saúde mental pré-julgamento na manhã de sexta-feira (29), quando ambos deixaram a prisão. Leia também Presidente da Câmara dos EUA faz visita-surpresa a Kiev Tornado atinge estado do Kansas, nos EUA, e destrói dezenas de casas Integrante do Estado Islâmico é condenado à prisão perpétua nos EUA No entanto, de acordo com o que as autoridades apuraram, a referida nomeação em tribunal não estava prevista. Desde o desaparecimento de ambos, especula-se sobre a possibilidade da agente e o prisioneiro terem um relacionamento amoroso. Além disso, alguns meios de comunicação locais publicaram que Vicky White entregou os documentos para solicitar sua aposentadoria no dia anterior ao sumiço.  

Vice-diretora de presídio é suspeita de ajudar suposto affair a fugir de prisão nos EUA
Investigadores ainda não sabem se Case Cole White pode ter ameaçado Vicky White
Investigadores ainda não sabem se Case Cole White pode ter ameaçado Vicky White Divulgação/Lauderdale County Sheriff's Office

As forças de segurança do estado do Alabama, nos Estados Unidos, estão à procura de um preso que escapou de uma penitenciária no condado de Lauderdale e de uma agente prisional, que supostamente o ajudou a fugir.

Eles estão desaparecidos há três dias, embora tenha sido apenas nesta segunda-feira (2) que o xerife do condado atualizou o mandado de busca e prisão dos dois, pois acredita que já foi comprovado que a agente, Vicky White, ajudou o preso, Casey Cole White, a fugir.

Em declarações à imprensa local, o xerife do condado, Rick Singleton, reconheceu que os colegas da agente estão "em choque" por considerá-la uma funcionária exemplar, que também tinha responsabilidades na penitenciária, da qual ela era atualmente vice-diretora.

"Sabemos que ela participou. Esta não é a Vicky White que conhecemos", disse o xerife, que, no entanto, reconheceu que ainda não sabe se a agente colaborou por vontade própria ou fez sob ameaça do prisioneiro.

De qualquer forma, o mandado de busca e prisão lista tanto como potencialmente perigoso quanto armado. O prisioneiro fugitivo aguardava julgamento por um caso de assassinato com pena capital — que pode ser punido com prisão perpétua ou sentença de morte — embora já estivesse cumprindo pena por outro caso.

De acordo com o xerife, a agente disse a seus colegas que deveria transportar o preso para o tribunal do condado para uma avaliação de saúde mental pré-julgamento na manhã de sexta-feira (29), quando ambos deixaram a prisão.

No entanto, de acordo com o que as autoridades apuraram, a referida nomeação em tribunal não estava prevista.

Desde o desaparecimento de ambos, especula-se sobre a possibilidade da agente e o prisioneiro terem um relacionamento amoroso. Além disso, alguns meios de comunicação locais publicaram que Vicky White entregou os documentos para solicitar sua aposentadoria no dia anterior ao sumiço.