UFPA: Mais de 600 indígenas e quilombolas são aprovados no PSE

A Universidade Federal do Pará (UFPA) divulgou nesta quarta-feira (16), o resultado do Processo Seletivo Especial (PSE 2022-1) específico para indígenas e quilombolas. A instituição ofertou 788 vagas em 197 cursos de graduação sediados em onze campi no Pará. De acordo com a UFPA, foram aprovados 91 indígenas e 560 quilombolas em todo o Estado. …

UFPA: Mais de 600 indígenas e quilombolas são aprovados no PSE
Foto: Divulgação/UFPA.

A Universidade Federal do Pará (UFPA) divulgou nesta quarta-feira (16), o resultado do Processo Seletivo Especial (PSE 2022-1) específico para indígenas e quilombolas. A instituição ofertou 788 vagas em 197 cursos de graduação sediados em onze campi no Pará.

De acordo com a UFPA, foram aprovados 91 indígenas e 560 quilombolas em todo o Estado. O PSE contou com duas etapas: prova de redação em Língua Portuguesa e entrevista individual com os candidatos que obtiveram a pontuação necessária para seguir no concurso.

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, por meio do Programa Raízes, comemorou o resultado. “Nós, enquanto Estado, reconhecemos as dificuldades, sejam as grandes distâncias que precisam recorrer, ou uma internet sem qualidade dentro dos Territórios e as que perpassam o campo educacional”, disse o coordenador do Programa Raízes, Diego Mota.

Para a inscrição no processo seletivo, os candidatos tiveram que comprovar o pertencimento étnico a povos indígenas ou comunidades quilombolas, residentes ou não na sua comunidade.

O próximo passo para os candidatos aprovados é habilitação ao vínculo institucional, que ocorrerá conforme convocação a ser feita pelo Centro de Registros e Indicadores Acadêmicos (CIAC/UFPA) nos campi em que foram aprovados, sendo Altamira, Abaetetuba, Belém, Castanhal, Cametá e Soure.

(Fonte: Fato Regional)