Rússia afirma que bombardeou fábrica de mísseis de Kiev e não área residencial na Ucrânia

Prédio residencial vizinho à fabrica de mísseis em Kiev também foi atingido por míssil Genya SAVILOV / AFP / 26.06.2022 A Rússia afirmou que bombardeou uma fábrica de mísseis em Kiev neste domingo (26), chamando de "falsos" os relatos de que o ataque atingiu uma área residencial da capital ucraniana. Foi a fábrica de armas Artiom que, "como infraestrutura militar, foi o alvo do bombardeio", disse o Ministério da Defesa russo em comunicado, explicando que os danos a um prédio residencial vizinho foram causados por um míssil ucraniano. "As forças russas atacaram alvos civis em Kiev = falso", insistiu o Ministério da Defesa. O míssil russo "atingiu precisamente as oficinas da fábrica Artiom", acrescentou.  Leia também Joe Biden classifica como 'barbárie' novos ataques russos em Kiev Rússia ataca centro de treinamento militar ucraniano próximo à fronteira Rússia toma cidade ucraniana de Severodonetsk e reforça aliança com Belarus O Ministério ressaltou ainda que o dano ao prédio vizinho foi causado por um míssil de defesa antiaérea ucraniano. "O dano não foi causado apenas de cima, mas também de baixo, o que confirma a versão da queda" de um míssil de defesa ucraniano, disse.  Esta afirmação não pôde ser verificada de forma independente.  Segundo as autoridades ucranianas, uma pessoa foi encontrada morta e outras quatro foram hospitalizadas após o bombardeio, que ocorreu de madrugada em um bairro próximo ao centro de Kiev.

Rússia afirma que bombardeou fábrica de mísseis de Kiev e não área residencial na Ucrânia
Prédio residencial vizinho à fabrica de mísseis em Kiev também foi atingido por míssil
Prédio residencial vizinho à fabrica de mísseis em Kiev também foi atingido por míssil Genya SAVILOV / AFP / 26.06.2022

A Rússia afirmou que bombardeou uma fábrica de mísseis em Kiev neste domingo (26), chamando de "falsos" os relatos de que o ataque atingiu uma área residencial da capital ucraniana.

Foi a fábrica de armas Artiom que, "como infraestrutura militar, foi o alvo do bombardeio", disse o Ministério da Defesa russo em comunicado, explicando que os danos a um prédio residencial vizinho foram causados por um míssil ucraniano.

"As forças russas atacaram alvos civis em Kiev = falso", insistiu o Ministério da Defesa. O míssil russo "atingiu precisamente as oficinas da fábrica Artiom", acrescentou. 

O Ministério ressaltou ainda que o dano ao prédio vizinho foi causado por um míssil de defesa antiaérea ucraniano. "O dano não foi causado apenas de cima, mas também de baixo, o que confirma a versão da queda" de um míssil de defesa ucraniano, disse. 

Esta afirmação não pôde ser verificada de forma independente. 

Segundo as autoridades ucranianas, uma pessoa foi encontrada morta e outras quatro foram hospitalizadas após o bombardeio, que ocorreu de madrugada em um bairro próximo ao centro de Kiev.