RJ: Mãe de vítima de operação na Pedreira diz que PM atirou após rendição

Fabrício Alves de Souza foi morto na terça-feira pela manhã quando estava saindo para trabalhar; testemunhas relatam que ele se rendeu e informou ser morador do Complexo

RJ: Mãe de vítima de operação na Pedreira diz que PM atirou após rendição
Fabrício era auxiliar de serviços gerais e foi baleado ao sair para trabalharReprodução

Debruçada sobre o caixão do filho, a dona de casa Edna da Silva Alves lamentava a sua perda e dizia o quanto amava Fabrício. Durante o velório, a mãe da vítima falou que seu filho foi brutalmente assassinado enquanto saia para trabalhar.

Souza passava pela comunidade da Quitanda para ir trabalhar, quando foi abordado por PMs do 41º BPM (Irajá). Testemunhas afirmam que o rapaz levantou as duas mãos para demonstrar que não estava armado e se identificou como um morador, mas que mesmo assim, os agentes atiraram, segundo os populares.

Leia mais...