River Plate identifica torcedor que arremessou banana na torcida do Fortaleza; clube pode ser punido

A diretoria do River Plate, da Argentina, identificou o torcedor do clube que arremessou uma banana na torcida do Fortaleza durante jogo da última quarta-feira (13), no estádio Monumental de Núñez, pela Libertadores. O homem será convocado para manifestação e início do processo judicial. [render name="Vídeo" contentId="7.4628730"] A identificação ocorreu após análise das imagens da praça esportiva e dos vídeos da ação racista, flagrada pelos tricolores. A expectativa é de uma punição severa ao agente, segundo o Diário Olé. Vale ressaltar que o River emitiu nota nas redes sociais logo depois do confronto para repudiar o episódio. O clube também ressaltou que trabalharia para identificar o responsável na investigação. [render name="Leia mais" contentId="1.3218985"] Punição ao clube O regulamento da Conmebol prevê uma sanção ao clube por manifestações da torcida que possa “agredir a dignidade humana de outra pessoa ou grupo de pessoas, por qualquer meio, por motivos de cor da pele, raça, sexo ou orientação sexual, etnia, idioma, credo ou origem”. Assim, há uma multa mínima. O Código Disciplinar da entidade indica punição de pelo menos 30.000 dólares (cerca de R$ 141 mil). Em 2020, esse valor foi aplicado ao Defensa Y Justicia, por atos racista dos apoiadores do time argentino contra o Santos, na Libertadores. Em 2021, o Olímpia também foi punido por racismo.>

River Plate identifica torcedor que arremessou banana na torcida do Fortaleza; clube pode ser punido
A diretoria do River Plate, da Argentina, identificou o torcedor do clube que arremessou uma banana na torcida do Fortaleza durante jogo da última quarta-feira (13), no estádio Monumental de Núñez, pela Libertadores. O homem será convocado para manifestação e início do processo judicial. [render name="Vídeo" contentId="7.4628730"] A identificação ocorreu após análise das imagens da praça esportiva e dos vídeos da ação racista, flagrada pelos tricolores. A expectativa é de uma punição severa ao agente, segundo o Diário Olé. Vale ressaltar que o River emitiu nota nas redes sociais logo depois do confronto para repudiar o episódio. O clube também ressaltou que trabalharia para identificar o responsável na investigação. [render name="Leia mais" contentId="1.3218985"] Punição ao clube O regulamento da Conmebol prevê uma sanção ao clube por manifestações da torcida que possa “agredir a dignidade humana de outra pessoa ou grupo de pessoas, por qualquer meio, por motivos de cor da pele, raça, sexo ou orientação sexual, etnia, idioma, credo ou origem”. Assim, há uma multa mínima. O Código Disciplinar da entidade indica punição de pelo menos 30.000 dólares (cerca de R$ 141 mil). Em 2020, esse valor foi aplicado ao Defensa Y Justicia, por atos racista dos apoiadores do time argentino contra o Santos, na Libertadores. Em 2021, o Olímpia também foi punido por racismo.>