Psicólogo é preso em Volta Redonda suspeito de envolvimento em rede de distribuição de pornografia infantil

Homem, de 29 anos, seria responsável por repassar vídeos com imagens de conteúdo sexual envolvendo crianças, bebês e animais. Ele foi localizado em um hospital, onde trabalhava atendendo crianças, diz polícia. Psicólogo é preso em flagrante suspeito de pedofilia em Volta Redonda Divulgação/Polícia Civil Um psicólogo de 29 anos foi preso suspeito de envolvimento em uma rede de pornografia infantil. O caso aconteceu na quarta-feira (2), após investigações da Polícia Civil de Barra do Piraí (RJ). Os agentes identificaram que o homem era responsável por repassar centenas de vídeos contendo imagens pornográficas envolvendo crianças, bebês e animais. Ele foi localizado em um hospital de Volta Redonda, onde trabalhava atendendo crianças. Segundo a polícia, no momento da prisão, o profissional estava atendendo na ala neonatal da unidade. Durante a abordagem, os policiais encontraram imagens com conteúdo pornográfico no celular do criminoso. De acordo com a polícia, ele pós-graduado em psicologia hospitalar e se apresenta nas redes sociais como sócio de empresa e agente de humanização. O homem foi levado para a delegacia de Barra do Piraí e vai responder por pedofilia e divulgação de pornografia infantil e pode pegar até 10 anos de prisão. As investigações vão continuar para tentar identificar outras células que atuam na região com a prática ilegal. Clique aqui e siga o g1 no Instagram VÍDEOS: as notícias que foram ao ar na TV Rio Sul

Psicólogo é preso em Volta Redonda suspeito de envolvimento em rede de distribuição de pornografia infantil

Homem, de 29 anos, seria responsável por repassar vídeos com imagens de conteúdo sexual envolvendo crianças, bebês e animais. Ele foi localizado em um hospital, onde trabalhava atendendo crianças, diz polícia. Psicólogo é preso em flagrante suspeito de pedofilia em Volta Redonda Divulgação/Polícia Civil Um psicólogo de 29 anos foi preso suspeito de envolvimento em uma rede de pornografia infantil. O caso aconteceu na quarta-feira (2), após investigações da Polícia Civil de Barra do Piraí (RJ). Os agentes identificaram que o homem era responsável por repassar centenas de vídeos contendo imagens pornográficas envolvendo crianças, bebês e animais. Ele foi localizado em um hospital de Volta Redonda, onde trabalhava atendendo crianças. Segundo a polícia, no momento da prisão, o profissional estava atendendo na ala neonatal da unidade. Durante a abordagem, os policiais encontraram imagens com conteúdo pornográfico no celular do criminoso. De acordo com a polícia, ele pós-graduado em psicologia hospitalar e se apresenta nas redes sociais como sócio de empresa e agente de humanização. O homem foi levado para a delegacia de Barra do Piraí e vai responder por pedofilia e divulgação de pornografia infantil e pode pegar até 10 anos de prisão. As investigações vão continuar para tentar identificar outras células que atuam na região com a prática ilegal. Clique aqui e siga o g1 no Instagram VÍDEOS: as notícias que foram ao ar na TV Rio Sul