Primeira etapa do programa Nenhuma Casa Sem Banheiro recebe investimento de R$ 700 mil no RS

O governo do Rio Grande do Sul firmou convênio, na terça-feira (28), com os primeiros municípios habilitados para a execução do programa Nenhuma Casa Sem Banheiro. O objetivo é atender famílias em vulnerabilidade social em...

Primeira etapa do programa Nenhuma Casa Sem Banheiro recebe investimento de R$ 700 mil no RS

O governo do Rio Grande do Sul firmou convênio, na terça-feira (28), com os primeiros municípios habilitados para a execução do programa Nenhuma Casa Sem Banheiro. O objetivo é atender famílias em vulnerabilidade social em regiões com maior déficit de saneamento.

Inicialmente, serão investidos cerca de R$ 700 mil na construção dos módulos sanitários. Cada prefeitura receberá, em média, R$ 80 mil para a construção dos banheiros. Os valores têm origem no Fundo de Recursos Hídricos do Estado. A projeção é de que cerca de 400 pessoas sejam beneficiadas nesta primeira etapa.

Quase 30 mil moradias urbanas no Estado não contam com banheiros, conforme dados do IBGE. “O Nenhuma Casa Sem Banheiro é mais um investimento do governo do Estado com foco no desenvolvimento social. É um programa que trará inúmeros benefícios à população, promovendo saúde, saneamento básico e qualidade de vida”, afirmou o secretário estadual de Obras e Habitação, José Stédile.

O projeto terá continuidade em 2022, quando está prevista a construção de 1,2 mil banheiros. Os municípios contemplados nesta etapa foram os primeiros a entregar a documentação necessária a ponto de celebrarem os convênios ainda em 2021. O programa é desenvolvido em parceria com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do RS.

Municípios e valores repassados pelo governo do Estado:

  • Canoas – R$ 80 mil
  • Cruz Alta – R$ 80 mil
  • Pontão – R$ 72 mil
  • Rio Pardo – R$ 80 mil
  • Sananduva – R$ 80 mil
  • Santa Cruz do Sul – R$ 80 mil
  • São Sepé – R$ 80 mil
  • Sertão – R$ 56 mil
  • Venâncio Aires – R$ 80 mil