Prefeito de Boa Vista prevê retorno 100% presencial das aulas em 2022 conforme cenário atual da Covid

Arthur Henrique (MDB) afirmou que a previsão é que as aulas voltem 100% presenciais no próximo ano, a menos que haja alguma mudança no atual cenário da doença. Arthur Henrique (MDB) prevê retorno 100% das aulas presenciais em Boa Vista Caíque Rodrigues/g1 RR O prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique (MDB), disse nessa quarta-feira (22) que as aulas 100% presenciais nas escolas do município devem ser retomadas em 2022, a menos que ocorram mudanças negativas no cenário atual da doença na capital. Atualmente, as escolas funcionam com a lotação em 50% das crianças em cada sala. A rede municipal de ensino passou cerca de um ano e meio com aulas presenciais suspensas devido a pandemia. Ao todo, a prefeitura atende mais de 43 mil alunos entre a educação Infantil, ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos. O anuncio foi feito por Arthur Henrique em entrevista concedida à Rede Amazônica e ao g1. Além do retorno às aulas, o prefeito também falou sobre o carnaval, fez um balanço do primeiro ano de sua gestão e também traçou as expectativas para 2022. (Leia a entrevista na íntegra abaixo). "A gente já tá tendo as aulas presenciais sem ser de forma 100%, é em uma escala de 50% e a gente já vai retomar as aulas do ano que vem já com 100%. Essa é a previsão atual. A menos que haja alguma mudança no cenário da doença. De acordo com o que a gente vem acompanhando agora, já estamos seguros para retornar no ano que vem as aulas com 100% das crianças dentro da sala de aula", disse. Arthur Henrique foi eleito com 116.792 votos, o equivalente a 85,36%. Em 2021, o prefeito conclui seu primeiro ano na gestão. Leia a entrevista na íntegra: Rede Amazônica - Bom dia, prefeito. Como o senhor avalia o seu primeiro ano de mandato? Arthur Henrique - Bom dia, o primeiro ano de mandato foi um grande desafio. 2021 foi um ano difícil, foi o ano em que nós enfrentamos logo no início da gestão a segunda onda da pandemia. Nós vínhamos de uma excelente gestão da ex-prefeita Teresa Surita e a expectativa da população era grande, esperava-se que a gente continuasse o trabalho e, agora no final de 2021, a avaliação é que a gente de fato conseguiu dar essa continuidade no trabalho. A prefeitura... nós conseguimos manter o trabalho da prefeitura acontecer em toda a cidade, em todas as áreas. Fizemos muitos investimentos em infraestrutura, asfaltamos, fizemos drenagem em diversos bairros da cidade, de todos os lados da cidade, desde o bairro Operário, Paraviana, Cidade Satélite... vários bairros receberam obras de infraestrutura, asfaltamento, drenagem. Nós tivemos avanços grandes na educação, retomamos as aulas com segurança, apresentamos e entregamos escolas revitalizadas até mesmo nas comunidades indígenas... então, o foco da prefeitura é garantir a educação de qualidade em todas as áreas da cidade, seja aqui na cidade, seja na área rural. Tivemos avanços na saúde, entregamos duas unidades reformadas, São Pedro e Paraviana, estamos construindo mais três unidades, iniciamos a construção já de uma no Pérola esse ano. Tivemos avanço no social, criamos bolsas de projetos sociais, tanto no valor da bolsa quanto no quantitativo de vagas. Avançamos na agricultura familiar, principalmente no P.A. Nova Amazônia, projeto de assistência técnica com aumento de produtividade. Muito do que eles produzem é trazido para dentro da merenda na educação... então, os avanços foram em várias áreas, e fato a gente conseguiu consolidar a continuidade do trabalho e a cidade de Boa Vista continua agradável. As pessoas que vêm conhecer Boa Vista até hoje se surpreendem com a cidade tão bem estruturada como é a nossa. Rede Amazônica - Eu vou aproveitar que o senhor citou a questão da infraestrutura. Eu acho que essa é uma das maiores questões e queixas que a gente recebe enquanto jornalistas na nossa produção, que é a questão da infraestrutura principalmente na zona Oeste. Então, ainda tem muitos bairros como o Senador Hélio Campos entre outros, que ainda estão precisando dessa atenção maior. O que vocês estão planejando para isso já no ano que vem? Arthur Henrique - É, Boa Vista passou por um processo de crescimento de forma desordenada muito grande há anos atrás. Desde 2013, a gente já faz um trabalho para que os novos loteamentos surjam somente com toda a infraestrutura pronta... então, hoje aqui a gente faz um controle do crescimento da cidade e desde 2013 já não surgem mais áreas sem ter toda a infraestrutura necessária. Calçadas, drenagens, esgoto, asfalto... Mas, o passivo é o que foi construído de forma desordenada lá atrás e a prefeitura vem trabalhando e ampliando esses serviços de infraestrutura. A gente tem trabalho no Senador Hélio Campos, já revisamos esse ano, no Operário. E, no ano que vem, nós já temos emendas garantidas, inclusive até do deputado federal Haroldo, para que a gente continue realizando mais infraestrutura nesse bairros. Murilo Teixeira já vai ser contemplado logo no início do ano que vem. Tem trabalho da prefeitura em todas as áreas

Prefeito de Boa Vista prevê retorno 100% presencial das aulas em 2022 conforme cenário atual da Covid

Arthur Henrique (MDB) afirmou que a previsão é que as aulas voltem 100% presenciais no próximo ano, a menos que haja alguma mudança no atual cenário da doença. Arthur Henrique (MDB) prevê retorno 100% das aulas presenciais em Boa Vista Caíque Rodrigues/g1 RR O prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique (MDB), disse nessa quarta-feira (22) que as aulas 100% presenciais nas escolas do município devem ser retomadas em 2022, a menos que ocorram mudanças negativas no cenário atual da doença na capital. Atualmente, as escolas funcionam com a lotação em 50% das crianças em cada sala. A rede municipal de ensino passou cerca de um ano e meio com aulas presenciais suspensas devido a pandemia. Ao todo, a prefeitura atende mais de 43 mil alunos entre a educação Infantil, ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos. O anuncio foi feito por Arthur Henrique em entrevista concedida à Rede Amazônica e ao g1. Além do retorno às aulas, o prefeito também falou sobre o carnaval, fez um balanço do primeiro ano de sua gestão e também traçou as expectativas para 2022. (Leia a entrevista na íntegra abaixo). "A gente já tá tendo as aulas presenciais sem ser de forma 100%, é em uma escala de 50% e a gente já vai retomar as aulas do ano que vem já com 100%. Essa é a previsão atual. A menos que haja alguma mudança no cenário da doença. De acordo com o que a gente vem acompanhando agora, já estamos seguros para retornar no ano que vem as aulas com 100% das crianças dentro da sala de aula", disse. Arthur Henrique foi eleito com 116.792 votos, o equivalente a 85,36%. Em 2021, o prefeito conclui seu primeiro ano na gestão. Leia a entrevista na íntegra: Rede Amazônica - Bom dia, prefeito. Como o senhor avalia o seu primeiro ano de mandato? Arthur Henrique - Bom dia, o primeiro ano de mandato foi um grande desafio. 2021 foi um ano difícil, foi o ano em que nós enfrentamos logo no início da gestão a segunda onda da pandemia. Nós vínhamos de uma excelente gestão da ex-prefeita Teresa Surita e a expectativa da população era grande, esperava-se que a gente continuasse o trabalho e, agora no final de 2021, a avaliação é que a gente de fato conseguiu dar essa continuidade no trabalho. A prefeitura... nós conseguimos manter o trabalho da prefeitura acontecer em toda a cidade, em todas as áreas. Fizemos muitos investimentos em infraestrutura, asfaltamos, fizemos drenagem em diversos bairros da cidade, de todos os lados da cidade, desde o bairro Operário, Paraviana, Cidade Satélite... vários bairros receberam obras de infraestrutura, asfaltamento, drenagem. Nós tivemos avanços grandes na educação, retomamos as aulas com segurança, apresentamos e entregamos escolas revitalizadas até mesmo nas comunidades indígenas... então, o foco da prefeitura é garantir a educação de qualidade em todas as áreas da cidade, seja aqui na cidade, seja na área rural. Tivemos avanços na saúde, entregamos duas unidades reformadas, São Pedro e Paraviana, estamos construindo mais três unidades, iniciamos a construção já de uma no Pérola esse ano. Tivemos avanço no social, criamos bolsas de projetos sociais, tanto no valor da bolsa quanto no quantitativo de vagas. Avançamos na agricultura familiar, principalmente no P.A. Nova Amazônia, projeto de assistência técnica com aumento de produtividade. Muito do que eles produzem é trazido para dentro da merenda na educação... então, os avanços foram em várias áreas, e fato a gente conseguiu consolidar a continuidade do trabalho e a cidade de Boa Vista continua agradável. As pessoas que vêm conhecer Boa Vista até hoje se surpreendem com a cidade tão bem estruturada como é a nossa. Rede Amazônica - Eu vou aproveitar que o senhor citou a questão da infraestrutura. Eu acho que essa é uma das maiores questões e queixas que a gente recebe enquanto jornalistas na nossa produção, que é a questão da infraestrutura principalmente na zona Oeste. Então, ainda tem muitos bairros como o Senador Hélio Campos entre outros, que ainda estão precisando dessa atenção maior. O que vocês estão planejando para isso já no ano que vem? Arthur Henrique - É, Boa Vista passou por um processo de crescimento de forma desordenada muito grande há anos atrás. Desde 2013, a gente já faz um trabalho para que os novos loteamentos surjam somente com toda a infraestrutura pronta... então, hoje aqui a gente faz um controle do crescimento da cidade e desde 2013 já não surgem mais áreas sem ter toda a infraestrutura necessária. Calçadas, drenagens, esgoto, asfalto... Mas, o passivo é o que foi construído de forma desordenada lá atrás e a prefeitura vem trabalhando e ampliando esses serviços de infraestrutura. A gente tem trabalho no Senador Hélio Campos, já revisamos esse ano, no Operário. E, no ano que vem, nós já temos emendas garantidas, inclusive até do deputado federal Haroldo, para que a gente continue realizando mais infraestrutura nesse bairros. Murilo Teixeira já vai ser contemplado logo no início do ano que vem. Tem trabalho da prefeitura em todas as áreas e o nosso compromisso é até o final desses quatro anos de gestão, a gente conseguir asfaltas todas essas ruas que ainda estão com demandas hoje. Rede Amazônica - Vamos sair agora de infraestrutura e vamos para a saúde. A gente precisa avançar e muito na questão da vacinação contra a Covid-19 na capital. Qual é o planejamento da prefeitura para o ano que vem para conseguir aumentar um pouco mais a vacinação que a gente ainda está lá atrás nesse quesito? Arthur Henrique - Aqui na capital, Boa Vista especificamente, a vacinação tá acima da média do estado de Roraima. Então, aqui em Boa Vista, a gente tem avançado. A prefeitura começou a vacinação em apenas cinco postos fixos pela cidade, espalhados pela cidade. Hoje já são mais de 20 unidades que estão fazendo a vacinação contra a Covid e a tendência é que durante o ano de 2022 a gente estenda ainda mais. Nós vamos continuar realizando as ações itinerantes, vacinando nas escolas, vacinando em feiras do município para que a gente possa alcançar a população. A gente tem um reflexo muito grande... a gente percebe que algumas pessoas ainda têm a resistência de se vacinar, acho que muito por conta de situações relacionadas à fake news sobre a eficiência ou não da vacina. Mas, o que é importante, é a população compreender que a gente percebe a melhora da pandemia com o avanço da vacinação. Já está mais do que comprovado que a gente volta a ter uma vida mais próxima do normal graças ao avanço da vacinação. A prefeitura não para e sempre construindo ações novas para buscar as pessoas. Rede Amazônica - Tem previsão do retorno das aulas presenciais com esse avanço? Arthur Henrique - A gente já tá tendo as aulas presenciais sem ser de forma 100%, é em uma escala de 50% e a gente já vai retomar as aulas do ano que vem já com 100%, essa é a previsão atual. A menos que haja alguma mudança no cenário da doença. De acordo com o que a gente vem acompanhando agora, já estamos seguros para retornar no ano que vem as aulas com 100% das crianças dentro da sala de aula. Rede Amazônica - Vamos falar agora do carnaval 2022, como é que a prefeitura tá planejando, vai ter, não vai ter, já tem algum planejamento em relação a isso? Arthur Henrique - Bem, a prefeitura vem tomando as decisões com relação a essas festas de modo geral, como é o caso do réveillon e do carnaval, sempre aguardando o comportamento da doença. A gente não vai tomar nenhuma ação sem ter a segurança, se é possível ou não realizar. As duas ações são importantes, caso a doença avance, a gente precisa segurar as festas, caso a doença se mantenha a gente tem condição de realizar festas com segurança, como a gente acabou de fazer agora no último sábado, o Natal da Paz, um evento com mais de 6 mil pessoas e que a gente de fato conseguiu fazer e ter um controle sob a população dentro do evento. Vacinamos pessoas lá no próprio evento... a gente vai seguir dessa forma, acompanhando a doença e tomando a decisão no momento certo para saber se é seguro ou não realizar os eventos. Rede Amazônica - Para a gente finalizar, de forma breve, o que a população de Boa Vista pode esperar da sua gestão em 2022? Arthur Henrique - 2002 nós temos muitas preocupações. Avanços na saúde, na educação e também na geração de emprego e renda. Um ponto muito importante são as ações que nós vamos realizar relacionados ao desenvolvimento econômico, retomada de comércio. Então, nós agora divulgamos uma série de ações para auxiliar a desburocratização para os empresários aqui em Boa Vista, pautas relacionadas à construção civil que eram muito antigas já, a gente conseguiu destravar e já vai começar a valer a partir de 2022. Vamos implantar de fato a agência de fomento para empreendedorismo, garantindo microcréditos para aqueles empreendedores que estão precisando retomar suas atividades. Vamos implantar programas de estágio dentro da prefeitura. Então, a geração de renda nesse período pós-pandemia é uma ação importante e também a saúde e a educação, os avanços na saúde e na educação, vão continuar acontecendo. g1 - O senhor falou que as festas ocorrem de acordo com o estágio que a doença está e teve agora o Natal da Paz, vai ter agora o réveillon no Parque do Rio Branco. Eu queria saber se com a variante Ômicron, o que a prefeitura está fazendo? Vai ter limite de pessoas, vai ter distanciamento? Como vai funcionar? Arthur Henrique - É, a gente tem percebido e acompanhado a Ômicron não só no Brasil mas no mundo todo né. Então, a gente tem percebido que, apesar da transmissão da doença crescer muito, os casos graves e a necessidade de internação, elas não estão crescendo na mesma proporção. A gente tem uma segurança hoje. O Natal da Paz serviu para que a gente entendesse a nossa capacidade de organização de evento. Então, o réveillon agora que vai ser um evento muito focado nas crianças, na família. Então, as crianças foram talvez os seres mais afetados pela pandemia, então essas crianças que estão em pleno desenvolvimento infantil agora, precisam desse apoio e a prefeitura vem para focar nelas, garantindo um momento em que elas possam ter interação, que elas possam ter um convívio social, que as famílias possam aproveitar uma área tão bonita como a que a gente tem, então é importante esse convívio social das crianças ser retomado. A prefeitura tá fazendo isso, mas obviamente mantendo o controle. Então, a gente vai fazer atividades espalhadas por todo o parque para evitar que as pessoas fiquem concentradas. É um evento que vai acontecer das 17h ate 1h apenas. Então, é um evento que a gente vai estar controlando e que é para a família. Vai ser um evento tranquilo, não vai ser um evento com muitas aglomerações. É mais para as famílias aproveitarem a programação muito focada nas crianças.