Posse de Rubens Bomtempo como prefeito de Petrópolis, RJ, será neste sábado

Diplomação está marcada para esta sexta-feira (17) às 17h. Posse será no sábado (18), também às 17h. Rubens Bomtempo votando em Petrópolis Divulgação Está marcada para este sábado (18) a posse de Rubens Bomtempo (PSB) como prefeito de Petrópolis, na Região Serrana do Rio. Bomtempo foi o mais votado nas eleições do ano passado, mas aguardava um julgamento de sua situação eleitoral. Na terça-feira (14), o Tribunal Superior Eleitoral decidiu por 4 votos a 3 pela anulação do processo que o impedia de assumir o cargo de prefeito. A diplomação será realizada nesta sexta-feira (17) na 29ª Zona Eleitoral. Entenda o caso Rubens Bomtempo (PSB) foi eleito com a maioria dos votos no segundo turno das eleições no ano passado, mas não pode assumir por uma condenação por improbidade administrativa em 2019. Ele perdeu os direitos políticos por causa do parcelamento de débitos da Prefeitura com o Instituto de Previdência dos Servidores, que não teria sido pago por ele quando era prefeito. De acordo com o TSE, um dos recursos de Bomtempo diz respeito a plágio na ação de condenação dele. A defesa perdeu no Tribunal de Justiça, mas conseguiu a reformulação da decisão na 4ª Vara Cível de Petrópolis, que frisou que houve plágio. Com a decisão desta terça, Bomtempo assume o quarto mandato. Se a decisão fosse contrária, seriam necessárias novas eleições em Petrópolis

Posse de Rubens Bomtempo como prefeito de Petrópolis, RJ, será neste sábado

Diplomação está marcada para esta sexta-feira (17) às 17h. Posse será no sábado (18), também às 17h. Rubens Bomtempo votando em Petrópolis Divulgação Está marcada para este sábado (18) a posse de Rubens Bomtempo (PSB) como prefeito de Petrópolis, na Região Serrana do Rio. Bomtempo foi o mais votado nas eleições do ano passado, mas aguardava um julgamento de sua situação eleitoral. Na terça-feira (14), o Tribunal Superior Eleitoral decidiu por 4 votos a 3 pela anulação do processo que o impedia de assumir o cargo de prefeito. A diplomação será realizada nesta sexta-feira (17) na 29ª Zona Eleitoral. Entenda o caso Rubens Bomtempo (PSB) foi eleito com a maioria dos votos no segundo turno das eleições no ano passado, mas não pode assumir por uma condenação por improbidade administrativa em 2019. Ele perdeu os direitos políticos por causa do parcelamento de débitos da Prefeitura com o Instituto de Previdência dos Servidores, que não teria sido pago por ele quando era prefeito. De acordo com o TSE, um dos recursos de Bomtempo diz respeito a plágio na ação de condenação dele. A defesa perdeu no Tribunal de Justiça, mas conseguiu a reformulação da decisão na 4ª Vara Cível de Petrópolis, que frisou que houve plágio. Com a decisão desta terça, Bomtempo assume o quarto mandato. Se a decisão fosse contrária, seriam necessárias novas eleições em Petrópolis