Plínio Oliveira apresenta musical 'Show da Paz' com artistas e coro infanto-juvenil no Rio

Espetáculo será neste domingo (19) no Teatro Rival Refit. Ideia é levar ao público repertório que celebra o amor, o bem, a paz e a esperança. Ingressos estão esgotados, mas show terá melhores momentos exibidos pela Inter TV em janeiro. O cantor e compositor Plínio Oliveira apresenta o musical Show da Paz, no Rio de Janeiro, com convidados e coro infanto-juvenil Divulgação O cantor e compositor Plínio Oliveira apresenta, neste domingo (19), às 18h30, no Teatro Rival Refit, no Rio de Janeiro, o musical 'Show da Paz', que contará com a participação de artistas convidados e do Coro Infanto-juvenil Sou da Paz. Os ingressos estão esgotados, mas quem não conseguiu adquirir terá a chance de assistir aos melhores momentos do show pela Inter TV. A exibição será em janeiro. Participam do musical Lula Barbosa, Anatasha Meckenna, Luiza Luh, Marcos Furtado, Gabriel Leite, saxofonista de Cabo Frio, e Leila Pinheiro (por vídeo), além do coro formado por vozes de jovens e crianças de comunidades em situação de vulnerabilidade social, selecionadas em audição feita por Plínio Oliveira. Todas as crianças e jovens que formam o coro fazem parte de projetos sociais de instituições presentes em cada cidade onde o show acontece e que usam a música como ferramenta de transformação social, se tornando, portanto, parceiras do Show da Paz. O coro infanto-juvenil sobe ao palco ao final do musical e entoa, com Plínio Oliveira, clássicos de Natal e populares. Na preparação, os jovens cantores selecionados aprendem não só as canções do show, mas, especialmente, os valores essenciais da cultura de paz: compaixão, amor ao planeta, aos outros seres, ética do bem, solidariedade, tolerância, sabedoria e boa vontade, entre outros. "Atendendo ao artigo 16 da Carta da Terra, documento oficial da ONU, que recomenda ações concretas para a promoção de uma Cultura de Paz em todo o planeta, em oposição à violência e intolerância, o Show da Paz traz ao palco um repertório universal de canções que celebram os valores do amor, do bem, da paz e da esperança, sem qualquer vinculação religiosa", explica a organização. Sobre o Show da Paz Plínio Oliveira, radicado em Curitiba, idealizou o musical em 2004, a partir do projeto social Sou da Paz, e já percorreu mais de 20 cidades brasileiras com o espetáculo, que tem ainda em sua trajetória apresentações internacionais. De acordo com a organização, o Show da Paz Rio será realizado anualmente. Quanto ao Projeto Social "Sou da Paz", fundado em Curitiba, atende a crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, usando a ferramenta da arte no resgate da cidadania. Plínio Oliveira conduz o espetáculo cantando e recebendo convidados. Em cada cidade são escolhidos artistas relevantes e que têm representatividade na cultura musical brasileira. Ao longo de 15 anos, desde a criação, já passaram pelo projeto mais de 1,2 mil crianças, e foram arrecadadas mais de 10 toneladas de alimentos, alcançando um público total, no período, de mais de 20 mil pessoas.

Plínio Oliveira apresenta musical 'Show da Paz' com artistas e coro infanto-juvenil no Rio

Espetáculo será neste domingo (19) no Teatro Rival Refit. Ideia é levar ao público repertório que celebra o amor, o bem, a paz e a esperança. Ingressos estão esgotados, mas show terá melhores momentos exibidos pela Inter TV em janeiro. O cantor e compositor Plínio Oliveira apresenta o musical Show da Paz, no Rio de Janeiro, com convidados e coro infanto-juvenil Divulgação O cantor e compositor Plínio Oliveira apresenta, neste domingo (19), às 18h30, no Teatro Rival Refit, no Rio de Janeiro, o musical 'Show da Paz', que contará com a participação de artistas convidados e do Coro Infanto-juvenil Sou da Paz. Os ingressos estão esgotados, mas quem não conseguiu adquirir terá a chance de assistir aos melhores momentos do show pela Inter TV. A exibição será em janeiro. Participam do musical Lula Barbosa, Anatasha Meckenna, Luiza Luh, Marcos Furtado, Gabriel Leite, saxofonista de Cabo Frio, e Leila Pinheiro (por vídeo), além do coro formado por vozes de jovens e crianças de comunidades em situação de vulnerabilidade social, selecionadas em audição feita por Plínio Oliveira. Todas as crianças e jovens que formam o coro fazem parte de projetos sociais de instituições presentes em cada cidade onde o show acontece e que usam a música como ferramenta de transformação social, se tornando, portanto, parceiras do Show da Paz. O coro infanto-juvenil sobe ao palco ao final do musical e entoa, com Plínio Oliveira, clássicos de Natal e populares. Na preparação, os jovens cantores selecionados aprendem não só as canções do show, mas, especialmente, os valores essenciais da cultura de paz: compaixão, amor ao planeta, aos outros seres, ética do bem, solidariedade, tolerância, sabedoria e boa vontade, entre outros. "Atendendo ao artigo 16 da Carta da Terra, documento oficial da ONU, que recomenda ações concretas para a promoção de uma Cultura de Paz em todo o planeta, em oposição à violência e intolerância, o Show da Paz traz ao palco um repertório universal de canções que celebram os valores do amor, do bem, da paz e da esperança, sem qualquer vinculação religiosa", explica a organização. Sobre o Show da Paz Plínio Oliveira, radicado em Curitiba, idealizou o musical em 2004, a partir do projeto social Sou da Paz, e já percorreu mais de 20 cidades brasileiras com o espetáculo, que tem ainda em sua trajetória apresentações internacionais. De acordo com a organização, o Show da Paz Rio será realizado anualmente. Quanto ao Projeto Social "Sou da Paz", fundado em Curitiba, atende a crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, usando a ferramenta da arte no resgate da cidadania. Plínio Oliveira conduz o espetáculo cantando e recebendo convidados. Em cada cidade são escolhidos artistas relevantes e que têm representatividade na cultura musical brasileira. Ao longo de 15 anos, desde a criação, já passaram pelo projeto mais de 1,2 mil crianças, e foram arrecadadas mais de 10 toneladas de alimentos, alcançando um público total, no período, de mais de 20 mil pessoas.