Peruano é preso ao tentar embarcar com droga rara no Aeroporto de Brasília

Drogas foram escondidas dentro de pacotes de produto nativo do Peru e Bolívia Receita Federal/Divulgação A Receita Federal e a Polícia Federal encontraram de 13,7kg de cocaína preta, uma droga considerada rara, durante fiscalização de bagagem no Aeroporto Internacional de Brasília, nesta quinta-feira (12). O passageiro de 18 anos é de origem peruana e foi preso em flagrante enquanto tentava embarcar para Portugal. Veja também Brasília Vídeo mostra jovens em frente a boate antes do racha que matou duas pessoas em Goiânia Brasília Justiça do DF impede eutanásia em cachorro diagnosticado com leishmaniose Brasília Anvisa recolhe chocolates importados por suspeita de contaminação com salmonela O contrabando foi descoberto quando agentes consideraram suspeitos os produtos orgânicos na bagagem e decidiram realizar uma inspeção minuciosa. Ao abrir a mala, foi confirmado que o homem escondia a droga dentro de pacotes de maca negra peruana, uma espécie de suplemento alimentar nativo da Bolívia e Peru. Segundo a Polícia Federal, o tipo diferente da droga, com a colocação mais escura, é uma mistura da pasta-base com outras resinas e substâncias que disfarçam o odor e a aparência da cocaína convencional. De acordo com a Receita Federal, o suspeito foi identificado pela "análise de risco dos viajantes", procedimento feito diariamente pelo órgão. – no qual o passageiro foi apontado como possível alvo. Leia também: Deputado quer ouvir ministro sobre queda de míssil em Goiás O homem, que já estava embarcando na aeronave, foi detido e conduzido à sede da Superintendência da PF em Brasília. Ele poderá responder pelo crime de tráfico internacional de drogas, com pena de até 25 anos de prisão. Outras apreensões Nesta terça-feira (10) um homem foi preso pela Polícia Federal com 11kg de cocaína dentro da bagagem no Aeroporto Internacional de Brasília. A droga foi localizada pelo aparelho de raio-x que inspeciona as malas, com o auxílio de cães farejadores.  O passageiro fazia uma conexão no DF a caminho de Maceió, em Alagoas. Segundo a PF, três apreensões importantes de drogas aconteceram no Aeroporto de Brasília, com o auxílio da Receita Federal, durante o mês de maio.  *Estagiária sob supervisão de Fausto Carneiro.

Peruano é preso ao tentar embarcar com droga rara no Aeroporto de Brasília
Drogas foram escondidas dentro de pacotes de produto nativo do Peru e Bolívia
Drogas foram escondidas dentro de pacotes de produto nativo do Peru e Bolívia Receita Federal/Divulgação

A Receita Federal e a Polícia Federal encontraram de 13,7kg de cocaína preta, uma droga considerada rara, durante fiscalização de bagagem no Aeroporto Internacional de Brasília, nesta quinta-feira (12). O passageiro de 18 anos é de origem peruana e foi preso em flagrante enquanto tentava embarcar para Portugal.

O contrabando foi descoberto quando agentes consideraram suspeitos os produtos orgânicos na bagagem e decidiram realizar uma inspeção minuciosa. Ao abrir a mala, foi confirmado que o homem escondia a droga dentro de pacotes de maca negra peruana, uma espécie de suplemento alimentar nativo da Bolívia e Peru.

Segundo a Polícia Federal, o tipo diferente da droga, com a colocação mais escura, é uma mistura da pasta-base com outras resinas e substâncias que disfarçam o odor e a aparência da cocaína convencional.

De acordo com a Receita Federal, o suspeito foi identificado pela "análise de risco dos viajantes", procedimento feito diariamente pelo órgão. – no qual o passageiro foi apontado como possível alvo.

Leia também: Deputado quer ouvir ministro sobre queda de míssil em Goiás

O homem, que já estava embarcando na aeronave, foi detido e conduzido à sede da Superintendência da PF em Brasília. Ele poderá responder pelo crime de tráfico internacional de drogas, com pena de até 25 anos de prisão.

Outras apreensões

Nesta terça-feira (10) um homem foi preso pela Polícia Federal com 11kg de cocaína dentro da bagagem no Aeroporto Internacional de Brasília. A droga foi localizada pelo aparelho de raio-x que inspeciona as malas, com o auxílio de cães farejadores. 

O passageiro fazia uma conexão no DF a caminho de Maceió, em Alagoas. Segundo a PF, três apreensões importantes de drogas aconteceram no Aeroporto de Brasília, com o auxílio da Receita Federal, durante o mês de maio. 

*Estagiária sob supervisão de Fausto Carneiro.