Pela primeira vez, mundo ultrapassa 1 milhão de casos de Covid em 24h

Pela primeira vez, foram registrados no mundo mais de um milhão de casos de Covid-19 em um único dia. Em 27 de dezembro, a plataforma “Our World in Data”, associada à Universidade de Oxford, anotou o recorde de 1,4 milhão de casos em 24 horas. A primeira grande marca havia sido registrada em 7 de janeiro deste ano, com quase 900 mil infectados, três meses depois os números já foram ultrapassados três vezes. Os dados vêm sendo compilados desde janeiro de 2020, quando surgiram os primeiros casos de Covid-19 na China.7 de janeiro de 2021: 892,8 mil 22 de abril de 2021: 902,6 mil 23 de abril de 2021: 904,4 mil 28 de abril de 2021: 905,8 mil 23 de dezembro de 2021: 983,3 mil 27 de dezembro de 2021: 1,4 milhão A variante Ômicron, surgida em novembro e já em circulação global, impulsiona o novo pico de casos. Apesar de ser menos letal que as outras versões do vírus, a Ômicron vem se espalhando de maneira muito rápida. Neste novo momento da pandemia, os Estados Unidos lideram o crescimento de casos, foram 512.553 diagnósticos na segunda-feira, cerca de 37% do total. Em seguida, veio o Reino Unido, com 318.699 casos (equivalente a 23%) e a Espanha – com cerca de 15% do total. Países reforçam medidas- O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), um dos principais órgãos de saúde dos Estados Unidos, atualizou nessa segunda-feira (27/12) as regras em relação ao isolamento e testagem dos casos de Covid-19. O tempo recomendado passa de 10 para 5 dias, seguido de uso constante de máscara por mais 5 dias quando o paciente estiver em contato com outras pessoas. A chegada da Ômicron levou países como Alemanha, França, Reino Unido e Estados Unidos a anunciaram novas diretrizes para a circulação de pessoas. Na Alemanha, os encontros podem ocorrer com, no máximo, a reunião de 10 pessoas vacinadas ou recuperadas do coronavírus. Além disso, eventos culturais e esportivos só estão permitidos sem a presença de público. Na França, a circulação em certos tipos de estabelecimentos é condicionada ao passaporte de vacinação e o governo recomenda a adoção de trabalho remoto em pelo dois dias da semana. Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte estabeleceram novos limites de pessoas para encontros públicos e restringiram o horário de funcionamento dos bares. Na Inglaterra, o governo aguarda mais evidências sobre a capacidade do serviço de saúde em lidar com as altas taxas de infecção.

Pela primeira vez, mundo ultrapassa 1 milhão de casos de Covid em 24h

Pela primeira vez, mundo ultrapassa 1 milhão de casos de Covid em 24h

Pela primeira vez, foram registrados no mundo mais de um milhão de casos de Covid-19 em um único dia. Em 27 de dezembro, a plataforma “Our World in Data”, associada à Universidade de Oxford, anotou o recorde de 1,4 milhão de casos em 24 horas.

A primeira grande marca havia sido registrada em 7 de janeiro deste ano, com quase 900 mil infectados, três meses depois os números já foram ultrapassados três vezes. Os dados vêm sendo compilados desde janeiro de 2020, quando surgiram os primeiros casos de Covid-19 na China.

  • 7 de janeiro de 2021: 892,8 mil
  • 22 de abril de 2021: 902,6 mil
  • 23 de abril de 2021: 904,4 mil
  • 28 de abril de 2021: 905,8 mil
  • 23 de dezembro de 2021: 983,3 mil
  • 27 de dezembro de 2021: 1,4 milhão

A variante Ômicron, surgida em novembro e já em circulação global, impulsiona o novo pico de casos. Apesar de ser menos letal que as outras versões do vírus, a Ômicron vem se espalhando de maneira muito rápida.

Neste novo momento da pandemia, os Estados Unidos lideram o crescimento de casos, foram 512.553 diagnósticos na segunda-feira, cerca de 37% do total. Em seguida, veio o Reino Unido, com 318.699 casos (equivalente a 23%) e a Espanha – com cerca de 15% do total.

Países reforçam medidas- O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), um dos principais órgãos de saúde dos Estados Unidos, atualizou nessa segunda-feira (27/12) as regras em relação ao isolamento e testagem dos casos de Covid-19. O tempo recomendado passa de 10 para 5 dias, seguido de uso constante de máscara por mais 5 dias quando o paciente estiver em contato com outras pessoas.

A chegada da Ômicron levou países como Alemanha, França, Reino Unido e Estados Unidos a anunciaram novas diretrizes para a circulação de pessoas. Na Alemanha, os encontros podem ocorrer com, no máximo, a reunião de 10 pessoas vacinadas ou recuperadas do coronavírus. Além disso, eventos culturais e esportivos só estão permitidos sem a presença de público.

Na França, a circulação em certos tipos de estabelecimentos é condicionada ao passaporte de vacinação e o governo recomenda a adoção de trabalho remoto em pelo dois dias da semana. Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte estabeleceram novos limites de pessoas para encontros públicos e restringiram o horário de funcionamento dos bares. Na Inglaterra, o governo aguarda mais evidências sobre a capacidade do serviço de saúde em lidar com as altas taxas de infecção.