Pacheco declara que abertura da CPI do MEC não cabe ao STF

Presidente do Senado disse que cenário é diferente de quando corte determinou a abertura da CPI da Covid

Pacheco declara que abertura da CPI do MEC não cabe ao STF
Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, durante sessãoWaldemir Barreto/Agência Senado - 30.06.2022

Na ocasião, Pacheco não tinha lido o pedido de abertura do colegiado, o que motivou a ação no STF. Agora, o presidente do Senado se compromete a fazer a leitura, o que, segundo ele, estará cumprindo suas funções no cargo.

"Na CPI da Covid, o fato da presidência do Senado não ler o requerimento se dava em razão do momento excepcional da paralisação inclusive do funcionamento do Senado. E morriam aquela altura no Brasil mais de 4 mil irmãos brasileiros, e entendemos que não era o momento de fazer a leitura da CPI. O Supremo entendeu de modo diverso e instou o Senado a fazer a leitura do requerimento e instalar a CPI. Nesse momento, não temos situação de excepcionalidade e o requerimento será lido. Mas há um acordo de maioria de líderes que a indicação dos membros ocorrerá no momento oportuno", disse Pacheco.

Leia mais...