Os patrimônios ameaçados de extinção na lista da World Monuments Watch 2022

O Parque Estadual de Monte Alegre, no estado do Pará, aparece na lista, que inclui também mesquitas, castelos, sinagogas e até uma ilha; confira os 25 destinos The post Os patrimônios ameaçados de extinção na lista da World Monuments Watch 2022 appeared first on CNN Brasil V&G.

Os patrimônios ameaçados de extinção na lista da World Monuments Watch 2022

De um castelo inglês ameaçado pelas mudanças climáticas a um marco egípcio esquecido, o World Monuments Watch deste ano destaca 25 patrimônios culturalmente significativos, mas ameaçados de extinção.

O World Monuments Watch é um projeto administrado pelo World Monuments Fund, uma organização sem fins lucrativos que destaca locais históricos e culturais ameaçados em todo o mundo.

A cada dois anos, o WMF adiciona novos pontos à sua lista de observação, trazendo conscientização e ajudando a angariar fundos para a proteção contínua dos sites.

Até o momento, a organização diz que contribuiu diretamente com mais de US$ 110 milhões (cerca de R$ 565 milhões) para projetos em mais de 300 locais. O World Monuments Fund diz que os destinos também obtêm benefícios econômicos significativos com o aumento da visibilidade que vem com um lugar na lista.

Novos destinos em potencial podem ser indicados por indivíduos e organizações lideradas pela comunidade. Este ano, o Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (ICOMOS) – uma organização que também pesa na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO – e um grupo independente de especialistas em patrimônio de todo o mundo vasculharam mais de 225 indicações antes de se estabelecerem na lista de 2022 .

Mudanças climáticas e outras ameaças

Os locais destacados este ano incluem Hurst Castle, uma fortaleza histórica na costa sul da Inglaterra que desmoronou parcialmente com tempestades em 2021. O WMF diz que a inclusão do castelo à lista de observação “pode ​​ajudar a chamar a atenção para o impacto das mudanças climáticas por meio de monitoramento contínuo.”

As mesquitas e o cemitério Koagannu das Maldivas também foram colocados na lista devido aos riscos associados ao clima, com o World Monuments Fund afirmando que os efeitos prejudiciais do aumento do nível do mar já podem ser vistos no local.

O WMF também destaca locais que celebram vozes sub-representadas na história, incluindo o Garcia Pasture, no Texas, nos EUA, o lar ancestral da Tribo Carrizo/Comecrudo, além de locais impactados pelo que chama de “turismo desequilibrado”.

No Egito, a antiga cidade de Abidos é destacada como um local “pouco visitado por turistas, apesar de sua importância cultural”.

E embora o parque arqueológico de Teotihuacan, no México, seja um destino popular, o World Monuments Fund inclui o local em sua lista de 2022 para destacar que a sua popularidade não significa necessariamente que os moradores locais colhem benefícios econômicos.

Outros pontos notáveis ​​da lista incluem os edifícios históricos de Beirute em uma área da cidade libanesa danificada por uma explosão em 2020, além do centro histórico da cidade de Benghazi, na Líbia – prejudicado pelo conflito contínuo.

“O relógio deste ano demonstra que a preservação do patrimônio pode oferecer soluções inovadoras para os desafios globais contemporâneos”, disse Bénédicte de Montlaur, presidente e CEO da WMF, em comunicado.

“Instamos o mundo a apoiar as comunidades e salvar esses lugares de extraordinária importância cultural. Os locais de patrimônio são um recurso incrível para abordar questões maiores que a sociedade enfrenta, bem como as necessidades locais de reconhecimento, acesso, participação e oportunidades econômicas”.

Do Brasil, o Parque Nacional de Monte Alegre, no Pará, também aparece na lista do WMF. O destino, que completou 20 anos no fim de 2021, abriga o sítio arqueológico mais antigo da Amazônia Sul Americana, e possui pinturas rupestres de mais de 11 mil anos. Além disso, o parque é habitat natural de espécies de animais ameaçadas de extinção, como a Cacaué, a ave Aratinga maculata.

Lista de Observação dos Monumentos Mundiais de 2022

– Kinchela Aboriginal Boys Training Home, Kinchela, Austrália

– Mesquita Cidade de Bagerhat, Bagerhat, Bangladesh

– Paisagem cultural do povo Bunong, província de Mondulkiri, Camboja

– Mansões fortificadas de Yongtai, província de Fujian, China

– Ilha de Sumba, Indonésia

– Edifícios históricos de Beirute, Líbano

– Hitis (fontes de água) do Vale de Katmandu, Nepal

– Tumba de Jahangir, Lahore, Paquistão

– Nuri, Sudão

– Hurst Castle, Hampshire, Reino Unido

– Lamanai, vila da igreja indiana, Belize

– Parque Estadual de Monte Alegre, Brasil

– La Maison du Peuple, Ouagadougou, Burkina Faso

– Abidos, Egito

– Edifícios tradicionais Asante, Gana

– Tiretta Bazaar, Calcutá, Índia

– Centro histórico da cidade de Benghazi, Líbia

– Mesquitas e cemitério Koagannu, Maldivas

– Teotihuacan, San Juan Teotihuacan, México

– Paisagem cultural Yanacancha-Huaquis, distrito de Miraflores, Peru

– Alcântara e Rocha do Conde de Óbidos, Estações Marinhas (Murais de Almada Negreiros), Lisboa, Portugal

– Sinagoga de tecido e herança judaica de Timişoara, Timişoara, Romênia

– Africatown, Mobile, Alabama, Estados Unidos

– Garcia Pasture, Brownsville, Texas, Estados Unidos

– Arquipélago de Socotra, Iêmen

The post Os patrimônios ameaçados de extinção na lista da World Monuments Watch 2022 appeared first on CNN Brasil V&G.