ONU aponta que 2.072 civis morreram na guerra na Ucrânia, sendo 169 crianças

Homenagem feita sobre os escombros de um bombardeio russo na Ucrânia SERGEI ILNITSKY/EFE O Acnur (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos) anunciou nesta segunda-feira (18) a morte de 2.072 civis ao longo da guerra na Ucrânia, sendo que 169 eram crianças, desde o início do conflito, em 24 de fevereiro. Além disso, foram registrados 2.818 feridos entre a população civil, de acordo com dados que o escritório da ONU conseguiu confirmar. Veja também Economia Rússia sinaliza mais cortes de juros e gastos orçamentários Internacional Ataques da Rússia contra Kharkiv deixam 9 mortos e 25 feridos Internacional Rússia diz que Kiev proíbe rendição de militares sitiados em Mariupol A grande maioria das vítimas foi atingida por armamentos explosivos, lançados através de disparos de mísseis ou bombardeios. Entre os feridos, mais de 270 são menores de idade, de acordo com as Nações Unidas, que está fazendo um levantamento próprio das vítimas civis da invasão realizada pela Rússia, embora admita que os dados que obteve estão muito abaixo da realidade. Leia também Após sanções, primeiro-ministro Boris Johnson é proibido de entrar na Rússia Soldado posta dancinhas no TikTok para provar para a filha que está vivo Ucrânia identificou 900 civis mortos na região da capital, Kiev Isso se dá, porque as informações de diversas localidades onde ocorrem hostilidades podem chegar com atraso, além de vários dados estarem pendentes de serem verificados.

ONU aponta que 2.072 civis morreram na guerra na Ucrânia, sendo 169 crianças
Homenagem feita sobre os escombros de um bombardeio russo na Ucrânia
Homenagem feita sobre os escombros de um bombardeio russo na Ucrânia SERGEI ILNITSKY/EFE

O Acnur (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos) anunciou nesta segunda-feira (18) a morte de 2.072 civis ao longo da guerra na Ucrânia, sendo que 169 eram crianças, desde o início do conflito, em 24 de fevereiro.

Além disso, foram registrados 2.818 feridos entre a população civil, de acordo com dados que o escritório da ONU conseguiu confirmar.

A grande maioria das vítimas foi atingida por armamentos explosivos, lançados através de disparos de mísseis ou bombardeios.

Entre os feridos, mais de 270 são menores de idade, de acordo com as Nações Unidas, que está fazendo um levantamento próprio das vítimas civis da invasão realizada pela Rússia, embora admita que os dados que obteve estão muito abaixo da realidade.

Isso se dá, porque as informações de diversas localidades onde ocorrem hostilidades podem chegar com atraso, além de vários dados estarem pendentes de serem verificados.