O que se sabe sobre o ataque a tiros na região de Chicago

Um ataque a tiros nesta segunda-feira (4) deixou, ao menos, seis pessoas mortas e outras 31 feridas, em Highland, região metropolitana de Chicago, nos Estados UnidosO incidente aconteceu durante um desfile de 4 de Junho — dia da independência dos Estados Unidos. Imagens divulgadas nas redes sociais mostram a banda que participava das festividades correndo em pânico ao lado do público que assistia a exibiçãoA polícia local está em busca do suspeito, descrito como um homem branco, entre 18 e 20 anos, de cabelo preto, considerado "armado e perigoso"O morador local Miles Zaremski disse ao Chicago Sun-Times: "Ouvi de 20 a 25 tiros, que estavam em rápida sucessão. Portanto, não poderia ter sido apenas uma pistola ou uma espingarda"A polícia local ainda não divulgou a motivação para o ataque, realizado de maneira "completamente aleatório", segundo as autoridadesPoliciais de diferentes agências de segurança realizam neste momento um cerco no centro de Highland em busca do suspeitoAs celebrações do 4 de Julho foram suspensas tanto em Highland, onde aconteceu o ataque, como em várias cidades da regiãoA cidade, com pouco menos de 30 mil habitantes, é mais um dos palcos de atiradores norte-americanos. Ataque no desfile de Highland acontece algumas semanas após o massacre na escola de Uvalde, com 21 mortos, e no supermercado de Buffalo, com dez óbitos

O que se sabe sobre o ataque a tiros na região de Chicago

Um ataque a tiros nesta segunda-feira (4) deixou, ao menos, seis pessoas mortas e outras 31 feridas, em Highland, região metropolitana de Chicago, nos Estados Unidos

O incidente aconteceu durante um desfile de 4 de Junho — dia da independência dos Estados Unidos. Imagens divulgadas nas redes sociais mostram a banda que participava das festividades correndo em pânico ao lado do público que assistia a exibição

A polícia local está em busca do suspeito, descrito como um homem branco, entre 18 e 20 anos, de cabelo preto, considerado "armado e perigoso"

O morador local Miles Zaremski disse ao Chicago Sun-Times: "Ouvi de 20 a 25 tiros, que estavam em rápida sucessão. Portanto, não poderia ter sido apenas uma pistola ou uma espingarda"

A polícia local ainda não divulgou a motivação para o ataque, realizado de maneira "completamente aleatório", segundo as autoridades

Policiais de diferentes agências de segurança realizam neste momento um cerco no centro de Highland em busca do suspeito

As celebrações do 4 de Julho foram suspensas tanto em Highland, onde aconteceu o ataque, como em várias cidades da região

A cidade, com pouco menos de 30 mil habitantes, é mais um dos palcos de atiradores norte-americanos. Ataque no desfile de Highland acontece algumas semanas após o massacre na escola de Uvalde, com 21 mortos, e no supermercado de Buffalo, com dez óbitos