O CMDCA da cidade de Goiás lança o 1º Concurso de vídio educativo para campanha 18 de Maio com inscrições até Domingo (15/05)

Neste ano de 2022, o CMDCA – Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente, juntamente com a Prefeitura de Goiás, por meio da Secretaria Mun. de Assistência Social, Trabalho e Habitação, do CREAS – Centro de Referência Especializado da Assistência Social, Secretaria Mun. das Mulheres, Juventude, Igualdade Racial e Direitos Humanos, do CEAM – […] The post O CMDCA da cidade de Goiás lança o 1º Concurso de vídio educativo para campanha 18 de Maio com inscrições até Domingo (15/05) first appeared on Jornal Correio Popular de Itaberaí.

O CMDCA da cidade de Goiás lança o 1º Concurso de vídio educativo para campanha 18 de Maio com inscrições até Domingo (15/05)

Neste ano de 2022, o CMDCA – Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente, juntamente com a Prefeitura de Goiás, por meio da Secretaria Mun. de Assistência Social, Trabalho e Habitação, do CREAS – Centro de Referência Especializado da Assistência Social, Secretaria Mun. das Mulheres, Juventude, Igualdade Racial e Direitos Humanos, do CEAM – Centro Especializado de Atenção às Mulheres, em parceria com o Ministério Público e o Conselho Tutelar, está realizando o 1º Concurso de Vídeo Educativo, em alusão a Campanha 18 de Maio, com o tema: “Luz, câmera e ação: não se cale diante da violência, denuncie. Exploração sexual é crime!”.

O objetivo dessa ação é de sensibilizar, mobilizar, informar e envolver a sociedade para o enfrentamento do abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes. 

Essa primeira edição do Concurso é voltada para adolescentes de 07 a 17 anos e os vídeos feitos pelo Celular, de forma caseira, devem ter de 30 segundos a 1 minuto de duração.

Com o 1º Concurso de Vídeo Educativo, o CMDCA pretende mobilizar a população do município de Goiás para que, por meio de vídeos criativos, conscientize-se sobre a Campanha do 18 de Maio, com o auxílio de celulares, redes sociais, internautas e de influenciadores(as) digitais voluntários(as) na divulgação e alcançar o maior número possível de participantes.

Os vídeos serão selecionados por um júri técnico nomeado pelo CMDCA e, logo após, serão publicados nas redes sociais oficiais do município para apreciação e conhecimento dos(as) cidadãos(ãs) Vilaboenses para a classificação pelo júri popular.

O objetivo é que se publique os vídeos mais criativos e inovadores nas redes sociais “Facebook” e “Instagram” para que as pessoas da comunidade possam eleger os(as) participantes vencedores(as) em cada categoria. Os vídeos mais votados, ou seja, com mais “curtidas” e “reações” irão receber as premiações estabelecidas por cada categoria.

Para Célia Mendanha, Secretária Mun. de Assistência Social, Trabalho e Habitação, o concurso tem como objetivo estimular o desenvolvimento da criatividade e da iniciativa das crianças e dos adolescentes diante da temática do abuso sexual infanto-juvenil. Segundo Iolanda Aquino, Secretária Mun. das Mulheres, Juventude, Igualdade Racial e Direitos Humanos, a proposta do Conselho esse ano é envolver toda a comunidade em um concurso de vídeos caseiros, que ajudem a refletir e expressar à temática, tendo como ponto central o respeito ao corpo da criança e do adolescente. O público infanto-juvenil irá expressar formas de prevenção e enfrentamento ao abuso sexual contra esta população, de forma lúdica e didática”.

Fique por dentro do Regulamento!

1. Categorias:

a.       O Concurso será realizado em três categorias, sendo a inscrição individual, mas podendo ter orientação ou construção coletiva, seguindo as faixas etárias estabelecidas:

1ª categoria: crianças, com faixa etária de 07 a 10 anos;

2ª categoria: crianças e adolescentes, com faixa etária de 11 a 13 anos;

3ª categoria: adolescentes, com faixa etária de 14 a 17 anos.

b.      Cada participante só poderá concorrer com apenas um vídeo.

2. Como participar

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas exclusivamente pela internet, por meio do preenchimento de formulário específico e upload do vídeo: link do formulário.

a.       O(a) participante deverá gravar um vídeo criativo, de no mínimo trinta segundos e no máximo de um minuto, com o tema: “Luz, câmera e ação: não se cale diante da violência, denuncie. Exploração sexual é crime!”;

b.      O vídeo deverá ser gravado na posição horizontal (celular deitado);

c.       O(a) participante deverá enviar com o vídeo, o termo de autorização de uso de imagem devidamente preenchido e assinado. Clique aqui e baixe o Termo de Autorização;

d.      Os vídeos serão divulgados para votação popular (“curtidas” e “reações”) na página da Prefeitura Municipal de Goiás dos dias 18 a 23 de maio;

e.       As(os) autor(es) dos vídeos, em cada categoria, que tiveram mais reações de “curtidas” pela votação popular, até o dia 23 de maio, às 00horas, serão classificados(as) com o 1º lugar e receberão: Certificado, Medalha, e um Aparelho telefônico celular móvel (smartphone); os(as) demais serão classificados(as), por categoria, de acordo com a quantidade de curtidas, na ordem de 2º, 3º, 4º e 5º lugares, e receberão cada um(a): Certificado, Medalha, e uma Caixa de Som Bluetooth JBL portátil, pequena.

         3. Cronograma:

Divulgação do Concurso: A partir do dia 10 de maio de 2022.

Inscrição no Concurso: de 10 a 15 de maio de 2022, às 00hs.

Encerramento das inscrições: 15 de maio de 2022, às 00hs.

Seleção dos cinco vídeos pela equipe técnica: Dias 16 e 17 de maio de 2022.

Publicação dos cinco vídeos selecionados por cada categoria nas redes sociais da Prefeitura, para manifestação do Júri Popular: De 18 a 23 de maio de 2022.

Encerramento e contabilização dos votos através de “reações” e “curtidas” nas redes sociais: Dias 24 e 25 de maio de 2022.

Divulgação do Resultado Final: Dia 25 de maio de 2022.

Divulgação dos vídeos vencedores por cada categoria e entrega da premiação no Centro de Convivência Comary Mendanha – Conviver, na rua Dr. Neto, s/nº – Centro, às 18h: 26 de maio de 2022.

4. Condições para inscrição:

a.       Serão aceitos vídeos de todos os gêneros, desde que respeitadas as condições deste regulamento: vídeos captados em aparelho celular abordando o tema “Luz, câmera e ação: não se cale diante da violência, denuncie. Exploração sexual é crime!”;

b.      Os vídeos deverão ter duração de no mínimo 30 (trinta) segundos e no máximo 1 (um) minuto. Serão desclassificados aqueles que ultrapassarem o limite de duração estabelecido;

c.       Vídeos exibidos na internet antes da abertura do concurso não serão aceitos;

d.      Os vídeos devem ter classificação livre e não devem ter exposição de crianças com conteúdo que comprometa a dignidade das mesmas conforme recomenda a Constituição Federal e o Estatuto da Criança e do Adolescente;

e.       O vídeo que não atender as especificações quanto ao tema do concurso será desclassificado;

f.       Todas as cenas do vídeo deverão ser captadas por um aparelho celular na horizontal, não podendo utilizar, mesmo que na edição, imagens captadas por outros meios;

g.       É permitido o uso de imagens estáticas, desde que feitas também pelo celular;

h.      É permitido o uso de tablets para captação de imagens;

i.       Haverá premiação para o primeiro, segundo, terceiro, quarto e quinto lugares, por categoria, conforme consta no Item 6.1 deste regulamento (aquele com mais “curtidas” e “reações”), sendo um único prêmio para cada lugar, ainda que o vídeo seja coletivo.  

j.       Apenas serão aceitas no concurso pessoas residentes no município de Goiás, incluindo área rural pertencente ao município;

k.      Não serão permitidos materiais obscenos, difamatórios, com ameaças, pornográficos, machistas, racistas ou etnicamente ofensivos, vídeos que violem as leis vigentes no estado brasileiro, ou seja, de qualquer forma inapropriados;

l.       Cabe a cada participante declarar possuir todos os direitos contidos no vídeo, imagem e som entregues, sendo responsável pelo conteúdo;

m.     Cada participante deverá declarar que possui as devidas licenças e autorizações requeridas para se utilizar de qualquer propriedade intelectual de terceiros;

n.      Cada participante deverá possuir também o consentimento de qualquer pessoa que aparecer no vídeo, isentando o concurso de qualquer responsabilidade referente aos direitos autorais de trilhas e imagens;

o.      No caso de plágio ou flagrante que desrespeitem os direitos de terceiros(as), o vídeo será desclassificado;

p.      O Concurso não será responsável por prejuízos e danos através de atividades incorretas dos participantes;

q.      Ao participar, o(a) concorrente aceita cumprir automaticamente as regras do presente regulamento. Concede o uso de direito autoral, permite e autoriza, a título gratuito, de forma irrevogável e perpétua, a exibição do vídeo em mídias e programas veiculados pela Prefeitura de Goiás.

5. Júri:

a.       O julgamento dos vídeos será feito em dois formatos: júri técnico e enquete popular. O júri técnico será formado:

1º) Dagmar Olmo Talga – Realizadora audiovisual;

2º) Elivan Andrade da Silva – Educador do Espaço Cultural Vila Esperança e responsável pelo CINE VILA;

3º) Jéssica Camargo Cardoso – Assistente Social do CREAS;

4º) Amanda Botelho Santos Pereira – Conselheira Tutelar;

5º) Rafaela Nunes Cirqueira Mota – Estudante do Curso de Licenciatura em Artes Visuais – IFG – Câmpus Cidade de Goiás;

6º) Verônica Guimarães Brandão da Silva – Professora do Curso de Bacharelado em Cinema e Audiovisual do IFG/Câmpus Cidade de Goiás.

Esse Júri terá como objetivo desclassificar vídeos impróprios e que não respeitem as regras do concurso e selecionar os 5 (cinco) melhores vídeos em cada categoria, tendo como critérios: originalidade, criatividade, protagonismo e relevância do tema. A enquete popular será composta por internautas e população em geral, que deverão “curtir” ou “reagir” aos vídeos nas páginas da Prefeitura de Goiás nas redes sociais do “Facebook” e “Instagram”.  A composição do júri técnico pode ser alterada pela equipe organizadora do concurso, sem aviso prévio.

b.      Nenhum integrante do júri técnico poderá ter parentesco em linha reta ou colateral até o quarto grau com as(os) participantes do concurso.

Redação: CMDCA – Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente; Secretaria das Mulheres, Juventude, Igualdade Racial e Direitos Humanos; Ascom – Prefeitura de Goiás.

Card: Jânio Roriz/ Ascom –Fonte: Prefeitura de Goiás.

The post O CMDCA da cidade de Goiás lança o 1º Concurso de vídio educativo para campanha 18 de Maio com inscrições até Domingo (15/05) first appeared on Jornal Correio Popular de Itaberaí.