Marketing Digital contribui para crescimento de empresas na internet durante pandemia

A estilista e empresária Lia Presenti faz sucesso com vendas de moda praia pelo Instagram Divulgação A maior presença de empresas no ambiente virtual já era algo esperado para os próximos anos. A pandemia de Covid-19, no entanto, acelerou esse movimento já que a maioria dos serviços passou a ser oferecida pela internet, resultando em um boom tanto de novos negócios nascidos no digital, quanto de empresas físicas que tiveram que se adaptar ao formato. Em 2020, por exemplo, como o ano do empreendedorismo digital no mundo dos negócios, tendo 87,5% das empresas brasileiras aceleraram seus projetos de transformação digital, de acordo com o Índice de Transformação Digital Dell Technologies. Para Augusto Barretto, administrador de empresas que há dez anos tem trabalhado com maior foco na área de marketing, um dos desafios do atual cenário é a necessidade de adaptação de forma mais veloz. “Não só em relação às pequenas, mas, também, das grandes empresas “Não só em relação às pequenas, mas, também, das grandes empresas. O desafio é realmente ter velocidade na adaptação. Conseguir se moldar às novas tecnologias é a chave para ter sucesso no negócio. Isso obviamente foi acelerado pela pandemia, mas era um processo que já vinha em andamento”, explica o profissional proprietário da Done! Agência Digital. A pesquisa Panorama de Negócios Digitais Brasil apontou que 54% dos empreendedores digitais começaram a empreender durante a pandemia. Criada um pouco menos antes desse período, a marca de moda praia Lia Presenti, da estilista baiana de mesmo nome, foi uma das empresas que tiveram que superar o desafio imposto pelo isolamento social. Vendendo suas peças exclusivamente pela internet, a aposta de Lia foi se concentrar no perfil da loja no Instagram, o @liapresentioficial. “Criei minha vitrine no Instagram e fui anunciando meus produtos. O empreendimento se popularizou e hoje já somos mais de 94 mil seguidores que ajudam a fortalecer nossa marca e levá-la para vários cantos do mundo. O trabalho é constante, mas confio na nossa qualidade e na equipe que trabalha comigo, isso também é essencial para nosso progresso. Com certeza 2022 promete”, conta a estilista que já vestiu celebridades e teve peças vendidas até nos Estados Unidos e Itália. Não se omitir para frente a contribuição da tecnologia e do marketing digital para o avanço de seus negócios é um das consciências que devem ser tomada pelos empreendedores. Augusto explica que esse é um processo que não tem mais volta. “Em muitos casos, o micro e pequeno empresário tem uma dificuldade em lidar com a tecnologia. Isso muitas vezes está relacionado à própria vontade ou perfil de liderança do empreendedor. Só que não dá mais pra se omitir em relação a isso. O mundo ficou digital e o empresário precisa aprender a usar as tecnologias a seu favor, destaca. Evento gratuito on-line vai apontar contribuições do marketing digital para os negócios Augusto Barretto, da Done Agência Digital, é um dos palestrantes do evento Arquivo pessoal Aprender a fazer a tecnologia trabalhar a favor do próprio negócio, ter bom posicionamento na internet – como aparecer para os clientes com mais facilidade nos buscadores como o Google, por exemplo –, quebrar paradigmas em relação ao marketing digital e apontar quais são os novos pilares das micro e pequenas empresas do futuro. Todos esses tópicos serão abordados amanhã, 11, às 16 horas, no webinar gratuito A Pequena Empresa do Futuro, realizado pela AM3 Soluções. As inscrições, com vagas limitadas, podem ser feitas até pouco antes da aula começar neste link. O evento vai ser ao vivo, por meio do YouTube, e terá duração de uma hora. O link será enviado logo após a inscrição. Entre os palestrantes estão Augusto Barretto, da Done! Agência Digital, e Marcelo Martins, CEO da AM3. O evento é aberto para todos os públicos, mas é mais indicado para empreendedores, pequenos e microempresários, tanto da área de comércio quanto da área de serviços. A conversa entre os palestrantes, como adianta Augusto, será dentro da realidade do pequeno empresário, de forma franca e de fácil entendimento. “Vamos falar na linguagem do pequeno empreendedor porque é o que somos, tanto eu quanto o Marcelo. Então, a gente sabe quais são as dificuldades e, por isso, vamos falar para que o pequeno empreendedor entenda. Explicando jargões que são usados no mercado, principalmente em relação ao marketing, que pode assustar um pouco quem é de fora”, esclarece o especialista. Também serão desmistificados alguns pontos do senso comum do empresariado, como investir em tecnologia, principalmente o marketing digital, seja algo caro e fora da necessidade de entrar no orçamento das empresas. O webinar apontará ferramentas gratuitas que fazem a diferença, indicará noções básicas para usar nas redes sociais e o valor que tudo

Marketing Digital contribui para crescimento de empresas na internet durante pandemia
A estilista e empresária Lia Presenti faz sucesso com vendas de moda praia pelo Instagram
A estilista e empresária Lia Presenti faz sucesso com vendas de moda praia pelo Instagram Divulgação

A maior presença de empresas no ambiente virtual já era algo esperado para os próximos anos. A pandemia de Covid-19, no entanto, acelerou esse movimento já que a maioria dos serviços passou a ser oferecida pela internet, resultando em um boom tanto de novos negócios nascidos no digital, quanto de empresas físicas que tiveram que se adaptar ao formato.

Em 2020, por exemplo, como o ano do empreendedorismo digital no mundo dos negócios, tendo 87,5% das empresas brasileiras aceleraram seus projetos de transformação digital, de acordo com o Índice de Transformação Digital Dell Technologies. Para Augusto Barretto, administrador de empresas que há dez anos tem trabalhado com maior foco na área de marketing, um dos desafios do atual cenário é a necessidade de adaptação de forma mais veloz. “Não só em relação às pequenas, mas, também, das grandes empresas

“Não só em relação às pequenas, mas, também, das grandes empresas. O desafio é realmente ter velocidade na adaptação. Conseguir se moldar às novas tecnologias é a chave para ter sucesso no negócio. Isso obviamente foi acelerado pela pandemia, mas era um processo que já vinha em andamento”, explica o profissional proprietário da Done! Agência Digital.

A pesquisa Panorama de Negócios Digitais Brasil apontou que 54% dos empreendedores digitais começaram a empreender durante a pandemia. Criada um pouco menos antes desse período, a marca de moda praia Lia Presenti, da estilista baiana de mesmo nome, foi uma das empresas que tiveram que superar o desafio imposto pelo isolamento social.

Vendendo suas peças exclusivamente pela internet, a aposta de Lia foi se concentrar no perfil da loja no Instagram, o @liapresentioficial. “Criei minha vitrine no Instagram e fui anunciando meus produtos. O empreendimento se popularizou e hoje já somos mais de 94 mil seguidores que ajudam a fortalecer nossa marca e levá-la para vários cantos do mundo. O trabalho é constante, mas confio na nossa qualidade e na equipe que trabalha comigo, isso também é essencial para nosso progresso. Com certeza 2022 promete”, conta a estilista que já vestiu celebridades e teve peças vendidas até nos Estados Unidos e Itália.

Não se omitir para frente a contribuição da tecnologia e do marketing digital para o avanço de seus negócios é um das consciências que devem ser tomada pelos empreendedores. Augusto explica que esse é um processo que não tem mais volta. “Em muitos casos, o micro e pequeno empresário tem uma dificuldade em lidar com a tecnologia. Isso muitas vezes está relacionado à própria vontade ou perfil de liderança do empreendedor. Só que não dá mais pra se omitir em relação a isso. O mundo ficou digital e o empresário precisa aprender a usar as tecnologias a seu favor, destaca.

Evento gratuito on-line vai apontar contribuições do marketing digital para os negócios

Augusto Barretto, da Done Agência Digital, é um dos palestrantes do evento
Augusto Barretto, da Done Agência Digital, é um dos palestrantes do evento Arquivo pessoal

Aprender a fazer a tecnologia trabalhar a favor do próprio negócio, ter bom posicionamento na internet – como aparecer para os clientes com mais facilidade nos buscadores como o Google, por exemplo –, quebrar paradigmas em relação ao marketing digital e apontar quais são os novos pilares das micro e pequenas empresas do futuro. Todos esses tópicos serão abordados amanhã, 11, às 16 horas, no webinar gratuito A Pequena Empresa do Futuro, realizado pela AM3 Soluções.

As inscrições, com vagas limitadas, podem ser feitas até pouco antes da aula começar neste link. O evento vai ser ao vivo, por meio do YouTube, e terá duração de uma hora. O link será enviado logo após a inscrição. Entre os palestrantes estão Augusto Barretto, da Done! Agência Digital, e Marcelo Martins, CEO da AM3. O evento é aberto para todos os públicos, mas é mais indicado para empreendedores, pequenos e microempresários, tanto da área de comércio quanto da área de serviços.

A conversa entre os palestrantes, como adianta Augusto, será dentro da realidade do pequeno empresário, de forma franca e de fácil entendimento. “Vamos falar na linguagem do pequeno empreendedor porque é o que somos, tanto eu quanto o Marcelo. Então, a gente sabe quais são as dificuldades e, por isso, vamos falar para que o pequeno empreendedor entenda. Explicando jargões que são usados no mercado, principalmente em relação ao marketing, que pode assustar um pouco quem é de fora”, esclarece o especialista.

Também serão desmistificados alguns pontos do senso comum do empresariado, como investir em tecnologia, principalmente o marketing digital, seja algo caro e fora da necessidade de entrar no orçamento das empresas. O webinar apontará ferramentas gratuitas que fazem a diferença, indicará noções básicas para usar nas redes sociais e o valor que tudo isso agrega para o crescimento do empreendimento.

Como o nome já sugere, o webinar irá resumir quais são outros pilares da empresa do futuro, entre eles a especialização, retenção de talentos, criar um sistema de fidelização dos clientes e saber receber bem os clientes em todos os canais de comunicação da empresa. Augusto adianta que, embora o roteiro da conversa seja pautado pela transformação do marketing digital para vida saudável das empresas, os palestrantes não pretendem ensinar para os empreendedores a substituição do contato humano nos negócios. “A gente não quer que nada disso desapareça, mas, sim, que eles usem todos os seus canais de comunicação, tanto com seu cliente quanto com seu fornecedor, para ganhar produtividade e economizar tempo, por exemplo”, finaliza.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil