Juiz da Flórida bloqueia lei estadual que proíbe aborto até 15 semanas

Atualmente, estado permite que mulheres interrompam uma gravidez até o sexto mês; bloqueio é temporário e pode ser revertido pela Suprema Corte da Flórida

Juiz da Flórida bloqueia lei estadual que proíbe aborto até 15 semanas
Governador da Flórida, Ron DeSantis, é contra a legalização do abortoReprodução: Redes Sociais

A proibição entra em vigor à meia noite de sexta-feira e provavelmente valerá por um curto período de tempo — talvez alguns dias, por causa do feriado de 4 julho —, segundo o jornal americano The New York Times. Passado esse tempo, o pedido será analisado pela Suprema Corte da Flórida, que poderá reverter ou não a decisão. Atualmente, três dos sete juízes da Suprema Corte da Flórida foram nomeados pelo governador do estado, Ron DeSantis. Os outros quatro juízes também foram nomeados por governadores republicanos.

Lutas legais semelhantes estão ocorrendo em outros estados. Na quinta-feira (29), um juiz em Kentucky também bloqueou temporariamente uma proibição ao aborto que foi desencadeada pela decisão da Suprema Corte. A lei, aprovada em 2019, pedia uma proibição quase total do procedimento e já havia levado as clínicas a recusar pacientes.

Leia mais...