Johnny Depp enfrenta mais perguntas de advogados da ex-mulher em caso de difamação

Depp, de 58 anos, está processando Heard, de 36, com pedido de indenização de US$ 50 milhões, depois que ela o acusou de violência doméstica. Johnny Depp e Amber Heard no tribunal em Fairfax, na Virgínia, nesta quarta (20) Reuters/Evelyn Hockstein/Pool Johnny Depp volta ao banco das testemunhas, nesta segunda-feira (25), para responder mais perguntas dos advogados da ex-mulher Amber Heard diante de um júri que decidirá sobre acusações de difamação apresentadas por ele contra a atriz. Depp, de 58 anos, está processando Heard, de 36, com pedido de indenização de US$ 50 milhões, depois que ela o acusou de violência doméstica antes e durante seu casamento de aproximadamente dois anos. O ator de "Piratas do Caribe" argumentou no julgamento que Heard foi quem se tornou violenta no relacionamento. Heard, conhecida por papéis em "Aquaman" e "Liga da Justiça", o processou de volta em US$ 100 milhões, dizendo que Depp a difamou chamando-a de mentirosa. Ex-mulher de Johnny Depp mostra vídeo do ator batendo portas da cozinha em tribunal Na semana passada, os advogados de Heard apresentaram e-mails e mensagens de texto que Depp enviou a Heard, amigos, familiares e associados, muitas vezes cheios de palavrões e descrições vulgares. Escrevendo para o ator Paul Bettany em 2013, Depp disse: "Vamos afogá-la antes de queimá-la" e "vou f. seu corpo queimado depois para ter certeza de que ela está morta". Depp afirmou que "não estava orgulhoso de nenhuma linguagem que usou com raiva". O ator disse em depoimento anteriormente que foi Heard quem partiu para agressão física durante discussões e o golpeou ou empurrou. Heard uma vez jogou uma garrafa de vodka na mão de Depp, cortando a parte superior de seu dedo médio direito, segundo ele. Em um julgamento separado no Reino Unido, Heard negou ter jogado uma garrafa e cortado o dedo de Depp. Ela disse que jogou coisas apenas para escapar quando ele estava batendo nela, e uma vez deu um soco nele porque temia que ele empurrasse sua irmã escada abaixo. Depp disse que nunca bateu em Heard ou em qualquer mulher. Ele acusou Heard de difamá-lo quando ela escreveu um artigo em dezembro de 2018 no Washington Post sobre ser uma sobrevivente de violência doméstica.

Johnny Depp enfrenta mais perguntas de advogados da ex-mulher em caso de difamação

Depp, de 58 anos, está processando Heard, de 36, com pedido de indenização de US$ 50 milhões, depois que ela o acusou de violência doméstica. Johnny Depp e Amber Heard no tribunal em Fairfax, na Virgínia, nesta quarta (20) Reuters/Evelyn Hockstein/Pool Johnny Depp volta ao banco das testemunhas, nesta segunda-feira (25), para responder mais perguntas dos advogados da ex-mulher Amber Heard diante de um júri que decidirá sobre acusações de difamação apresentadas por ele contra a atriz. Depp, de 58 anos, está processando Heard, de 36, com pedido de indenização de US$ 50 milhões, depois que ela o acusou de violência doméstica antes e durante seu casamento de aproximadamente dois anos. O ator de "Piratas do Caribe" argumentou no julgamento que Heard foi quem se tornou violenta no relacionamento. Heard, conhecida por papéis em "Aquaman" e "Liga da Justiça", o processou de volta em US$ 100 milhões, dizendo que Depp a difamou chamando-a de mentirosa. Ex-mulher de Johnny Depp mostra vídeo do ator batendo portas da cozinha em tribunal Na semana passada, os advogados de Heard apresentaram e-mails e mensagens de texto que Depp enviou a Heard, amigos, familiares e associados, muitas vezes cheios de palavrões e descrições vulgares. Escrevendo para o ator Paul Bettany em 2013, Depp disse: "Vamos afogá-la antes de queimá-la" e "vou f. seu corpo queimado depois para ter certeza de que ela está morta". Depp afirmou que "não estava orgulhoso de nenhuma linguagem que usou com raiva". O ator disse em depoimento anteriormente que foi Heard quem partiu para agressão física durante discussões e o golpeou ou empurrou. Heard uma vez jogou uma garrafa de vodka na mão de Depp, cortando a parte superior de seu dedo médio direito, segundo ele. Em um julgamento separado no Reino Unido, Heard negou ter jogado uma garrafa e cortado o dedo de Depp. Ela disse que jogou coisas apenas para escapar quando ele estava batendo nela, e uma vez deu um soco nele porque temia que ele empurrasse sua irmã escada abaixo. Depp disse que nunca bateu em Heard ou em qualquer mulher. Ele acusou Heard de difamá-lo quando ela escreveu um artigo em dezembro de 2018 no Washington Post sobre ser uma sobrevivente de violência doméstica.