Hugh Jackman testa positivo para Covid-19 e apresentações de musical da Broadway são canceladas

Ator, que protagoniza o revival do espetáculo 'The Music Man', disse que está com sintomas gripais

Hugh Jackman testa positivo para Covid-19 e apresentações de musical da Broadway são canceladas

O ator Hugh Jackman, de 53 anos, testou positivo para a Covid-19. Em um vídeo publicado nas redes sociais na última terça-feira, 28, o artista disse que não está assintomático, mas tranquilizou os fãs dizendo que seu quadro de saúde não é grave. “Meus sintomas são como um resfriado, estou com a garganta inflamada e com o nariz escorrendo um pouco, mas estou bem. Farei tudo o que puder para melhorar o mais rápido possível e, assim que eu for liberado, estarei de volta ao palco”, declarou o ator, que está estrelando o revival de “The Music Man”, na Broadway. Jackman está vacinado e recebeu a segunda dose do imunizante dia 5 de dezembro. Após o protagonista do musical da Broadway ser diagnosticado com Covid-19, o espetáculo teve as apresentações canceladas até o dia 1º de janeiro. 

The Music Man” estava previsto para estrear em 2020, mas foi adiado devido ao fechamento dos teatros na pandemia. Com o retorno da Broadway, o espetáculo conseguiu entrar em cartaz e os ingressos se tornaram os mais disputados da temporada. A atriz Sutton Foster, que protagoniza o espetáculo com Jackman, ficou fora de várias apresentações após também ser diagnosticada com a doença. Ela retornará ao palco junto com seu parceiro de cena em janeiro. Os ingressos das apresentações que foram canceladas serão reembolsados ou trocados por outras datas. O musical não foi o único a ter suas apresentações canceladas nesse retorno, isso porque as produções estão priorizando a saúde dos profissionais que estão envolvidos nos shows e a cada teste positivo, todos são afastados. “Aladdin”, “Hamilton” e o “O Rei Leão” são outros exemplos de musicais que tiveram apresentações canceladas por causa da Covid-19. Já as produções “Ain’t Too Proud”, “Jagged Little Pill” e “Waitress” não resistiram à pandemia e saíram de cartaz.