Grupo usa falso entregador para assaltar loja de jóias no edifício Brêda, em Maceió

Uma loja de jóias, que funciona dentro do tradicional Edifício Brêda, localizado na rua Dr. Luís Pontes de Miranda, no Centro de Maceió, foi alvo de bandidos no final da tarde desta quarta-feira, 18. Pelo menos três homens e uma mulher participaram da ação. Segundo o relato de uma das vítimas, em entrevista à TV...

Grupo usa falso entregador para assaltar loja de jóias no edifício Brêda, em Maceió
Reprodução / TV Pajuçara

Polícia foi acionada para assalto no edifício Brêda

Uma loja de jóias, que funciona dentro do tradicional Edifício Brêda, localizado na rua Dr. Luís Pontes de Miranda, no Centro de Maceió, foi alvo de bandidos no final da tarde desta quarta-feira, 18. Pelo menos três homens e uma mulher participaram da ação.

Segundo o relato de uma das vítimas, em entrevista à TV Pajuçara, ela e uma familiar estavam na loja, quando uma funcionária saiu da sala para ir até o estoque, neste momento, um homem entrou se passando por cliente e perguntando por um tipo de anel específico. Quando o dono do estabelecimento falou não possuir a peça, o homem então anunciou a ação criminosa.

Logo depois, outros dois homens entraram no local e de forma violenta, utilizando armas e fazendo ameaças constantemente, levaram itens da loja, além de aparelhos celulares e outros itens pessoais. Todo o material foi colocado em uma bolsa pequena, escondida dentro de uma bolsa usada por entregadores.

Reprodução / TV Pajuçara

Imagens do Circuito interno do edifício

“Ele colocou a arma na cabeça do dono da loja e disse que não era pra gente sair e nem fazer nada ou iriam voltar e nos matar. Eles gritavam o tempo todo para a gente ficar quieto, baixar a cabeça, porque eles estavam ali para matar”, contou a vítima.

Pouco tempo depois dos bandidos saírem, as vítimas foram até o corredor do andar e através de uma janela que dava para o estacionamento do prédio começaram a gritar e pedir ajuda. Em seguida a Polícia Militar foi acionada.

Uma guarnição que fazia o monitoramento no Centro foi a primeira a chegar. Eles foram informados que os bandidos teriam ido para os andares superiores do edifício. Reforço foi pedido e o prédio fechado momentaneamente para uma varredura completa. Durante este período ninguém pôde entrar ou sair.

Reprodução / TV Pajuçara

Polícia fez varredura completa no prédio

Somente no início da noite, o trabalho foi encerrado, mas nenhum dos suspeitos foi localizado. Imagens do circuito interno do edifício foi solicitado a equipe de segurança e deve auxiliar na identificação dos bandidos. Imagens de monitoramento público também deve facilitar a identificação das placas dos veículos usados pelo grupo.

Um dos suspeitos usava blusa social azul clara e o outro blusa azul royal e a bolsa de entrega tinha tecido camuflado.

Participaram da ação policiais do 1º BPM, Bope, Força Tarefa, além do helicóptero da Segurança Pública. Rondas pela região também foram realizadas, mas sem sucesso, até o momento.