Globo passa pano para casos de transfobia no BBB22 e ignora escândalo

Boninho e sua equipe estão em silêncio desde que Linn Da Quebrada virou alvo de comentários maldosos

Globo passa pano para casos de transfobia no BBB22 e ignora escândalo
Linn Da Quebrada ficou constrangida com mensagem anônimaReprodução/Globo

Pode parecer uma bobagem para a direção do reality show mais visto da TV brasileira o que tem ocorrido, mas a situação é grave. Começou com Eslovênia Marques se referindo à cantora no pronome masculino. Passou para Rodrigo Mussi dizendo a palavra "traveco". Pulou para Laís perguntando se Linn estava "solteiro". E volta para a sósia da Juliette chamando a artista de "amigo". Isso em apenas três dias que Linn, uma travesti, entrou na casa.

Transfobia é crime. E precisamos lembrar que o Brasil é o país que mais mata travestis e transexuais no mundo. O ato de colocar uma representante da sigla T no maior reality do país tem um valor simbólico. Mas deixá-la desprotegida é crueldade.

Leia mais...