Ex-detento tenta fugir, mas é executado a tiros no Novo Aleixo

  WhatsApp Image 2022-01-11 at 16.04.47.jpeg Manaus (AM) - O ex-detento Ronald Farias dos Santos, de 24 anos, foi executado a tiros na tarde desta terça-feira (11), após ser perseguido no bairro Novo Aleixo, na Zona Norte de Manaus.  De acordo com informações do sargento C. Silva da 27° Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a vítima estava em via pública na rua 11 quando foi surpreendida por um criminoso.   WhatsApp Image 2022-01-11 at 16.04.46.jpeg Para tentar escapar do ataque, a vítima correu para a avenida Itaité e tentou entrar em um estabelecimento comercial. No entanto ele foi alcançado e baleado. “Foram três tiros, que atingiram braço, tórax e cabeça. A Polícia Civil irá apurar o que pode ter motivado o crime. As testemunhas serão fundamentais para esclarecer as circunstâncias do crime”, disse o sargento. Ronald tem passagem pelo crime de roubo. Há informações que o crime pode ter sido motivado por disputa entre facções criminosas.O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros.Leia mais:Criança diz em carta que era estuprada pelo marido da avó em ManausDurante assalto, motorista joga ônibus na frente de viatura em ManausMulher é presa com drogas e cobra escondida em casa no Amazonas 

Ex-detento tenta fugir, mas é executado a tiros no Novo Aleixo
  WhatsApp Image 2022-01-11 at 16.04.47.jpeg Manaus (AM) - O ex-detento Ronald Farias dos Santos, de 24 anos, foi executado a tiros na tarde desta terça-feira (11), após ser perseguido no bairro Novo Aleixo, na Zona Norte de Manaus.  De acordo com informações do sargento C. Silva da 27° Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a vítima estava em via pública na rua 11 quando foi surpreendida por um criminoso.   WhatsApp Image 2022-01-11 at 16.04.46.jpeg Para tentar escapar do ataque, a vítima correu para a avenida Itaité e tentou entrar em um estabelecimento comercial. No entanto ele foi alcançado e baleado. “Foram três tiros, que atingiram braço, tórax e cabeça. A Polícia Civil irá apurar o que pode ter motivado o crime. As testemunhas serão fundamentais para esclarecer as circunstâncias do crime”, disse o sargento. Ronald tem passagem pelo crime de roubo. Há informações que o crime pode ter sido motivado por disputa entre facções criminosas.O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros.Leia mais:Criança diz em carta que era estuprada pelo marido da avó em ManausDurante assalto, motorista joga ônibus na frente de viatura em ManausMulher é presa com drogas e cobra escondida em casa no Amazonas