EUA anunciam plano para agilizar chegada de refugiados da Ucrânia

Os Estados Unidos vão abrigar até 100 mil refugiados ucranianos Miguel Gutiérrez/EFE O governo dos Estados Unidos anunciou nesta quinta-feira (21) um plano para agilizar a chegada de refugiados procedentes da Ucrânia e avançar no compromisso firmado pelo presidente americano Joe Biden de acolher até 100 mil pessoas que tentam se distanciar da invasão russa. Em uma conversa por telefone com jornalistas, funcionários do alto escalão da Casa Branca explicaram que o plano, batizado de Unidos pela Ucrânia, permitirá que cidadãos, empresas e organizações dos EUA "patrocinem" ucranianos que desejam ser acolhidos pelo país. Veja também Internacional Rússia anuncia sanções contra 29 americanos, como Kamala e Zuckerberg Internacional Dez militares e nove civis são soltos em troca com a Rússia, diz Kiev Internacional Ministra alemã diz que país analisa enviar armas pesadas à Ucrânia Segundo as fontes do governo, o elevado número de cidadãos procedentes da antiga república soviética que têm vínculos familiares ou amigos nos Estados Unidos significa que o programa beneficiará grande parte dos que pedem asilo. O processo de solicitação para aderir ao mecanismo do governo americano estará disponível a partir da próxima segunda-feira (25), pela internet.  Leia também Biden considera 'questionável' controle russo sobre Mariupol Escolas russas darão aulas sobre 'operação militar especial' na Ucrânia China pede aos EUA que não use a guerra da Ucrânia para ameaças ao país Biden também anunciou um novo pacote de assistência militar à Ucrânia, no valor de US$ 800 milhões (R$ 3,71 bilhões), que tem como objetivo reforçar a resistência na antiga república soviética diante da invasão russa.  

EUA anunciam plano para agilizar chegada de refugiados da Ucrânia
Os Estados Unidos vão abrigar até 100 mil refugiados ucranianos
Os Estados Unidos vão abrigar até 100 mil refugiados ucranianos Miguel Gutiérrez/EFE

O governo dos Estados Unidos anunciou nesta quinta-feira (21) um plano para agilizar a chegada de refugiados procedentes da Ucrânia e avançar no compromisso firmado pelo presidente americano Joe Biden de acolher até 100 mil pessoas que tentam se distanciar da invasão russa.

Em uma conversa por telefone com jornalistas, funcionários do alto escalão da Casa Branca explicaram que o plano, batizado de Unidos pela Ucrânia, permitirá que cidadãos, empresas e organizações dos EUA "patrocinem" ucranianos que desejam ser acolhidos pelo país.

Segundo as fontes do governo, o elevado número de cidadãos procedentes da antiga república soviética que têm vínculos familiares ou amigos nos Estados Unidos significa que o programa beneficiará grande parte dos que pedem asilo.

O processo de solicitação para aderir ao mecanismo do governo americano estará disponível a partir da próxima segunda-feira (25), pela internet. 

Biden também anunciou um novo pacote de assistência militar à Ucrânia, no valor de US$ 800 milhões (R$ 3,71 bilhões), que tem como objetivo reforçar a resistência na antiga república soviética diante da invasão russa.

","content":"","position":8},{"width":900,"height":648,"url":"https://img.r7.com/images/exercito-da-russia-31032022125301993","author":"EFE/EPA/SERGEI ILNITSKY","subtitle":"Segundo autoridades da R\u00fassia, dois helic\u00f3pteros ucranianos 'equipados com armamento pesado' teriam entrado na R\u00fassia e realizado 'ao menos seis disparos contra edif\u00edcios residenciais da cidade de Klimovo', na regi\u00e3o de Bryansk, que fica pr\u00f3xima da fronteira ucraniana. Kiev nega esses ataques e acusou a R\u00fassia de realizar 'ataques terroristas' na regi\u00e3o fronteiri\u00e7a para alimentar a 'histeria antiucraniana'","content":"ex\u00e9rcito da R\u00fassia","position":9},{"width":790,"height":1024,"url":"https://img.r7.com/images/empresario-ucraniano-amigo-de-putin-13042022133753429","author":"Reprodu\u00e7\u00e3o/Instagram - Volodmir Zelenski","subtitle":"A Ucr\u00e2nia tamb\u00e9m conseguiu capturar o compadre de Putin, Viktor Medvedchuk. O pol\u00edtico pr\u00f3-R\u00fassia, cuja filha \u00e9 apadrinhada pelo presidente russo, estava desaparecido desde o in\u00edcio da guerra, mas foi encontrado na \u00faltima semana. Zelenski afirmou que o empres\u00e1rio poderia ser usado como moeda de troca por soldados do pa\u00eds presos pela R\u00fassia","content":"Empres\u00e1rio ucraniano amigo de Putin Viktor Medvedchuk","position":10}]" data-article-gallery-url="http://noticias.r7.com/internacional/fotos/com-pequenas-vitorias-ucrania-resiste-a-forca-do-exercito-da-russia-19042022" style="clear:both;">