Em poucas horas, amigos de Jesse Koz e Shurastey arrecadam 120 mil reais em vaquinha para trazer os corpos para o Brasil

Amigos e familiares de Jesse Koz conseguiram arrecadar mais de 120 mil reais para custear as despesas com a cremação do corpo de Shurastey e o translado, junto com o corpo de Jesse Koz, de 29 anos. A cremação do corpo de Shurastey é uma exigência da legislação dos Estados Unidos e o custo é elevado. Com o valor do translado, as despesas ficam em torno de 120 mil reais, valor que a vaquinha conseguiu angariar nas primeiras horas de arrecadação online. Amigos e familiares de Jesse Koz conseguiram arrecadar mais de 120 mil reais para custear as despesas com a cremação do corpo de Shurastey e o translado, junto com o corpo de Jesse Koz, de 29 anos Os criadores da vaquinha são o casal de amigos de Jesse que viajava rumo ao Alasca no mesmo projeto que Jesse e Shurastey, e que presenciaram o acidente. Diego e Roana estavam em uma van que seguia pouco à frente de Jesse quando o acidente aconteceu. O anúncio da morte foi feito pelo perfil do Instagram Enjoytripbr, de Diego e Roana. Eles disseram que “sofreram um acidente muito feio na estrada e que fizeram tudo que estava ao alcance para salvar Jesse e o Surastey, mas infelizmente eles faleceram no local”. Com o valor do translado, as despesas ficam em torno de 120 mil reais, valor que a vaquinha conseguiu angariar nas primeiras horas de arrecadação online A arrecadação foi divulgada oficialmente pelo mesmo perfil usado pelo casal de brasileiros, ainda na noite de terça-feira (24). Horas depois, o perfil anunciou que a vaquinha estava suspensa porque haviam atingido a meta. “Comunicado Oficial. Galera já batemos a meta, estamos parando a campanha agora, muito obrigada a todos que ajudaram. Manteremos todos informados. @shurastey.dogs”, assinou a publicação.O anúncio foi a última publicação no feed. Pelo storie, o perfil alertou sobre supostas vaquinhas em nome de Jesse e Shurastey. Jesse ficou bastante conhecido por viajar com o Golden retriever em um Fusca com placas de Balneário Camboriú. “Não acreditem em nada que esteja fora do perfil Shurastey.dogs e @enjoytripbr. Nçao existe mais vaquinha!!! Vocês já garantiram a volta deles pra casa. Não olhem o Facebook”.O acidente que vitimou Jesse e Shurastey aconteceu na reta final de uma viagem rumo ao Alasca. Jesse e seu cão morreram após se envolver em um acidente no estado de Oregon, após Jesse perder o controle da direção e bater de frente com outro veículo. A cremação do corpo de Shurastey é uma exigência da legislação dos Estados Unidos e o custo é elevado. Jesse ficou bastante conhecido por viajar com o Golden retriever em um Fusca com placas de Balneário Camboriú. As viagens começaram em 2017 e a dupla havia visitado 16 países. As publicações dos amigos atraíram mais de 400 mil seguidores. O site oficial www.shurastey.com vendia itens para humanos e animais e custeava parte das despesas dos dois. Na página está descrita a história detalhada de Jesse, Shurastey e o fusca Dodongo. O post Em poucas horas, amigos de Jesse Koz e Shurastey arrecadam 120 mil reais em vaquinha para trazer os corpos para o Brasil apareceu primeiro em Jornal de Brasília.

Em poucas horas, amigos de Jesse Koz e Shurastey arrecadam 120 mil reais em vaquinha para trazer os corpos para o Brasil

Amigos e familiares de Jesse Koz conseguiram arrecadar mais de 120 mil reais para custear as despesas com a cremação do corpo de Shurastey e o translado, junto com o corpo de Jesse Koz, de 29 anos.


A cremação do corpo de Shurastey é uma exigência da legislação dos Estados Unidos e o custo é elevado. Com o valor do translado, as despesas ficam em torno de 120 mil reais, valor que a vaquinha conseguiu angariar nas primeiras horas de arrecadação online.

Amigos e familiares de Jesse Koz conseguiram arrecadar mais de 120 mil reais para custear as despesas com a cremação do corpo de Shurastey e o translado, junto com o corpo de Jesse Koz, de 29 anos


Os criadores da vaquinha são o casal de amigos de Jesse que viajava rumo ao Alasca no mesmo projeto que Jesse e Shurastey, e que presenciaram o acidente. Diego e Roana estavam em uma van que seguia pouco à frente de Jesse quando o acidente aconteceu.


O anúncio da morte foi feito pelo perfil do Instagram Enjoytripbr, de Diego e Roana. Eles disseram que “sofreram um acidente muito feio na estrada e que fizeram tudo que estava ao alcance para salvar Jesse e o Surastey, mas infelizmente eles faleceram no local”.

Com o valor do translado, as despesas ficam em torno de 120 mil reais, valor que a vaquinha conseguiu angariar nas primeiras horas de arrecadação online


A arrecadação foi divulgada oficialmente pelo mesmo perfil usado pelo casal de brasileiros, ainda na noite de terça-feira (24). Horas depois, o perfil anunciou que a vaquinha estava suspensa porque haviam atingido a meta.


“Comunicado Oficial. Galera já batemos a meta, estamos parando a campanha agora, muito obrigada a todos que ajudaram. Manteremos todos informados. @shurastey.dogs”, assinou a publicação.
O anúncio foi a última publicação no feed. Pelo storie, o perfil alertou sobre supostas vaquinhas em nome de Jesse e Shurastey.

Jesse ficou bastante conhecido por viajar com o Golden retriever em um Fusca com placas de Balneário Camboriú.


“Não acreditem em nada que esteja fora do perfil Shurastey.dogs e @enjoytripbr. Nçao existe mais vaquinha!!! Vocês já garantiram a volta deles pra casa. Não olhem o Facebook”.
O acidente que vitimou Jesse e Shurastey aconteceu na reta final de uma viagem rumo ao Alasca. Jesse e seu cão morreram após se envolver em um acidente no estado de Oregon, após Jesse perder o controle da direção e bater de frente com outro veículo.

A cremação do corpo de Shurastey é uma exigência da legislação dos Estados Unidos e o custo é elevado.


Jesse ficou bastante conhecido por viajar com o Golden retriever em um Fusca com placas de Balneário Camboriú. As viagens começaram em 2017 e a dupla havia visitado 16 países. As publicações dos amigos atraíram mais de 400 mil seguidores. O site oficial www.shurastey.com vendia itens para humanos e animais e custeava parte das despesas dos dois. Na página está descrita a história detalhada de Jesse, Shurastey e o fusca Dodongo.

O post Em poucas horas, amigos de Jesse Koz e Shurastey arrecadam 120 mil reais em vaquinha para trazer os corpos para o Brasil apareceu primeiro em Jornal de Brasília.