Edital TJMG é publicado com 248 vagas para ensino médio e superior e salários de até R$ 5,1 mil

O edital do concurso para o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) foi publicado, nessa quinta-feira (23), ofertando 248 vagas imediatas, além da formação de cadastro reserva. As inscrições para o certame abrem às 10h do dia 30 de agosto, através do site da banca organizadora, e seguem até às 23h59 de 29 de setembro. [render name="Leia mais" contentId="1.3247809"] As oportunidades são para os cargos de Oficial Judiciário (nível médio) e de Analista Judiciário (ensino superior). Os salários variam entre R$ 3.264,98 a R$ 5.113,09. As provas serão aplicadas no dia 4 de dezembro, nas cidades de Belo Horizonte, Betim, Contagem, Diamantina, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia e Varginha. Inscrições e vagas Os interessados em participar devem se inscrever através do site da banca organizadora, a partir das 10h do dia 30 de agosto, até às 23h59 de 29 de setembro.  As 248 vagas são destinadas a candidatos com nível médio ou superior. Elas sãos distribuídas nos seguintes cargos:  Oficial Judiciário — nível médio; Analista Judiciário — nível superior. A jornada de trabalho no órgão é de 6 horas diárias e 30 horas semanais. Além da remuneração base, há benefícios como auxílio-saúde, auxílio-transporte, entre outros.  Quem pode participar Para se candidatar a uma das vagas os interessados devem cumprir os seguintes requisitos descritos no edital:  Ter obtido classificação no concurso, na forma estabelecida no Edital; Ser brasileiro, nato ou naturalizado, ou português amparado pela reciprocidade de direitos advinda da legislação específica; Ter, no mínimo, 18 (dezoito) anos de idade; Estar em dia com as obrigações eleitorais; Estar em dia com as obrigações militares, se do sexo masculino; Achar-se em pleno gozo de seus direitos políticos e civis; Ser moralmente idôneo e não registrar antecedentes criminais; Ter boa saúde física e mental para o exercício das funções do cargo/especialidade para o qual se inscreveu; Possuir a escolaridade/qualificação/experiência exigida(s) para o cargo/especialidade pretendido; Apresentar a documentação exigida no Edital para a posse. As vagas ainda possuem requisitos específicos, a depender da área de atuação. Saiba quais são:  Oficial Judiciário – Assistente Técnico de Controle Financeiro: conclusão de curso Técnico de Contabilidade; Oficial Judiciário – Oficial de Justiça: conclusão de curso de nível médio de escolaridade; Analista Judiciário - Administrador: graduação em curso de nível superior de Administração, Administração ou Gestão Pública;   Analista Judiciário - Analista de Tecnologia da Informação: graduação em curso de nível superior na área de Tecnologia da Informação. Atuação mínima de dois anos na área; Analista Judiciário - Analista Judiciário: graduação em curso de nível superior de Direito; Analista Judiciário - Assistente Social: graduação em curso de nível superior de Serviço Social; Analista Judiciário - Bibliotecário: graduação em curso de nível superior de Biblioteconomia; Analista Judiciário - Contador: graduação em curso de nível superior de Ciências Contábeis; Analista Judiciário - Enfermeiro: graduação em curso de nível superior de Enfermagem; Analista Judiciário - Engenheiro Civil: graduação em curso de nível superior de Engenharia Civil; Analista Judiciário - Engenheiro Eletricista: graduação em curso de nível superior de Engenharia Elétrica; Analista Judiciário - Engenheiro Mecânico: graduação em curso de nível superior de Engenharia Mecânica; Analista Judiciário - Médico: graduação em curso de nível superior de Medicina; Analista Judiciário - Psicólogo: graduação em curso de nível superior de Psicologia; Analista Judiciário - Revisor Judiciário: graduação em curso de nível superior de Letras ou Direito.  Confira íntegra do edital.  Antes de ir, que tal se atualizar com as notícias mais importantes do dia? Acesse o Telegram do DN e acompanhe o que está acontecendo no Brasil e no mundo com apenas um clique: https://t.me/diario_do_nordeste>

Edital TJMG é publicado com 248 vagas para ensino médio e superior e salários de até R$ 5,1 mil
O edital do concurso para o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) foi publicado, nessa quinta-feira (23), ofertando 248 vagas imediatas, além da formação de cadastro reserva. As inscrições para o certame abrem às 10h do dia 30 de agosto, através do site da banca organizadora, e seguem até às 23h59 de 29 de setembro. [render name="Leia mais" contentId="1.3247809"] As oportunidades são para os cargos de Oficial Judiciário (nível médio) e de Analista Judiciário (ensino superior). Os salários variam entre R$ 3.264,98 a R$ 5.113,09. As provas serão aplicadas no dia 4 de dezembro, nas cidades de Belo Horizonte, Betim, Contagem, Diamantina, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia e Varginha. Inscrições e vagas Os interessados em participar devem se inscrever através do site da banca organizadora, a partir das 10h do dia 30 de agosto, até às 23h59 de 29 de setembro.  As 248 vagas são destinadas a candidatos com nível médio ou superior. Elas sãos distribuídas nos seguintes cargos:  Oficial Judiciário — nível médio; Analista Judiciário — nível superior. A jornada de trabalho no órgão é de 6 horas diárias e 30 horas semanais. Além da remuneração base, há benefícios como auxílio-saúde, auxílio-transporte, entre outros.  Quem pode participar Para se candidatar a uma das vagas os interessados devem cumprir os seguintes requisitos descritos no edital:  Ter obtido classificação no concurso, na forma estabelecida no Edital; Ser brasileiro, nato ou naturalizado, ou português amparado pela reciprocidade de direitos advinda da legislação específica; Ter, no mínimo, 18 (dezoito) anos de idade; Estar em dia com as obrigações eleitorais; Estar em dia com as obrigações militares, se do sexo masculino; Achar-se em pleno gozo de seus direitos políticos e civis; Ser moralmente idôneo e não registrar antecedentes criminais; Ter boa saúde física e mental para o exercício das funções do cargo/especialidade para o qual se inscreveu; Possuir a escolaridade/qualificação/experiência exigida(s) para o cargo/especialidade pretendido; Apresentar a documentação exigida no Edital para a posse. As vagas ainda possuem requisitos específicos, a depender da área de atuação. Saiba quais são:  Oficial Judiciário – Assistente Técnico de Controle Financeiro: conclusão de curso Técnico de Contabilidade; Oficial Judiciário – Oficial de Justiça: conclusão de curso de nível médio de escolaridade; Analista Judiciário - Administrador: graduação em curso de nível superior de Administração, Administração ou Gestão Pública;   Analista Judiciário - Analista de Tecnologia da Informação: graduação em curso de nível superior na área de Tecnologia da Informação. Atuação mínima de dois anos na área; Analista Judiciário - Analista Judiciário: graduação em curso de nível superior de Direito; Analista Judiciário - Assistente Social: graduação em curso de nível superior de Serviço Social; Analista Judiciário - Bibliotecário: graduação em curso de nível superior de Biblioteconomia; Analista Judiciário - Contador: graduação em curso de nível superior de Ciências Contábeis; Analista Judiciário - Enfermeiro: graduação em curso de nível superior de Enfermagem; Analista Judiciário - Engenheiro Civil: graduação em curso de nível superior de Engenharia Civil; Analista Judiciário - Engenheiro Eletricista: graduação em curso de nível superior de Engenharia Elétrica; Analista Judiciário - Engenheiro Mecânico: graduação em curso de nível superior de Engenharia Mecânica; Analista Judiciário - Médico: graduação em curso de nível superior de Medicina; Analista Judiciário - Psicólogo: graduação em curso de nível superior de Psicologia; Analista Judiciário - Revisor Judiciário: graduação em curso de nível superior de Letras ou Direito.  Confira íntegra do edital.  Antes de ir, que tal se atualizar com as notícias mais importantes do dia? Acesse o Telegram do DN e acompanhe o que está acontecendo no Brasil e no mundo com apenas um clique: https://t.me/diario_do_nordeste>