DPU pede para STF prorrogar suspensão de despejos por mais seis meses

Medida tem validade até o próximo dia 31, mas defensoria não vê situação econômica razoável para retomar despejos

DPU pede para STF prorrogar suspensão de despejos por mais seis meses
DPU entende que situação econômica não está adequada para autorizar despejos Raimundo Rosa/Arquivo PMS

Os despejos em imóveis de áreas urbanas e rurais estão suspensos desde junho do último ano, por ordem do ministro Luíz Roberto Barroso. A medida inicialmente valia até dezembro, mas naquele mesmo mês a decisão foi prolongada até o final de março de 2022.

O documento encaminhado ao Supremo cita ainda as fortes chuvas que deixaram centenas de famílias desabrigadas nos estados da Bahia, de Minas Gerais, do Rio de Janeiro e de São Paulo. E também ressalta que o fim das regras exigiria um maior atendimento à população de rua, por meio de abrigos coletivos, por exemplo.

Leia mais...