Doze pessoas são presas e carros de luxo avaliados em R$ 340 mil apreendidos na Operação 'Castelo de Areia' em MG e RJ

Prisões ocorreram em Muriaé e Rio das Ostras. Entre os investigados estão um funcionário do Banco do Brasil, um policial militar, um ex-agente penitenciário e duas pessoas que já se encontravam presas. Polícia Civil deflagra operação 'Castelo de Areia' em Muriaé Polícia Civil/Divulgação Doze pessoas foram presas preventivamente, entre elas um cabo da Polícia Militar de Muriaé durante a Operação "Castelo de Areia", deflagrada pela Polícia Civil em Muriaé, na Zona da Mata de Minas Gerais, e em Rio das Ostras (RJ). Carros de luxo avaliados em R$ 340 mil, além de arma, celulares, dinheiro e outros materiais foram apreendidos. Arma apreendida durante operação em Muriaé Polícia Civi/Divulgação Em pronunciamento, a PM de Muriaé informo que o policial foi trazido para 2º Batalhão em Juiz de Fora, onde ficará preso. Um processo de investigação foi aberto para apurar o envolvimento do policial com uma organização criminosa que atuava no tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. "Nós fomos os primeiros a informar do envolvimento do policial militar o que ajudou na efetiva prisão. Acompanhamos as buscas e estamos dando todo o apoio nas investigações" ressaltou o subcomandante do batalhão em Muriaé. Operação 'Castelo de Areia' A ação ocorre desde domingo (24). Segundo informações iniciais da corporação, o objetivo da ação desta quarta foi cumprir 15 mandados de prisão e 17 de busca e apreensão. Entre os investigados estão um funcionário do Banco do Brasil, um ex-agente penitenciário e 2 pessoas que já se encontravam presas no Presídio de Muriaé. "Durante as investigações, ficou evidente que uma organização criminosa que atuava no tráfico de drogas e lavagem de dinheiro tinha ligações dentro da segurança pública e no sistema bancário, o que facilitava as ações criminosas que ajudavam a financiar e apoiar a organização", afirmou a polícia. Em nota, o Banco do Brasil informo que "colabora com as autoridades na investigação de fraudes com o repasse de subsídios âmbito de atuação e que segue os trâmites previstos em seu processo de gestão disciplinar para casos de envolvimento de pessoa do seu quadro funcional". Quantia em dinheiro é apreendida durante operação em Muriaé Polícia Civil/Divulgação Durante as investigações, foi sequestrada uma chácara avaliada em R$ 1 milhão e apreendidos carros de luxo avaliados R$ 340 mil, além de quase R$ 80 mil em dinheiro. Balança de precisão e outros materiais também foram apreendidos Polícia Civil/Divulgação A operação contou com o apoio de 50 policiais civis e aeronave da corporação. Informações complementares serão repassadas à imprensa durante coletiva de imprensa nesta quarta. Operação contou com apoio de aeronave da Polícia Civil e 50 policiais Polícia Civil/Divulgação VÍDEOS: veja tudo sobre a Zona da Mata e Campos das Vertentes

Doze pessoas são presas e carros de luxo avaliados em R$ 340 mil apreendidos na Operação 'Castelo de Areia' em MG e RJ

Prisões ocorreram em Muriaé e Rio das Ostras. Entre os investigados estão um funcionário do Banco do Brasil, um policial militar, um ex-agente penitenciário e duas pessoas que já se encontravam presas. Polícia Civil deflagra operação 'Castelo de Areia' em Muriaé Polícia Civil/Divulgação Doze pessoas foram presas preventivamente, entre elas um cabo da Polícia Militar de Muriaé durante a Operação "Castelo de Areia", deflagrada pela Polícia Civil em Muriaé, na Zona da Mata de Minas Gerais, e em Rio das Ostras (RJ). Carros de luxo avaliados em R$ 340 mil, além de arma, celulares, dinheiro e outros materiais foram apreendidos. Arma apreendida durante operação em Muriaé Polícia Civi/Divulgação Em pronunciamento, a PM de Muriaé informo que o policial foi trazido para 2º Batalhão em Juiz de Fora, onde ficará preso. Um processo de investigação foi aberto para apurar o envolvimento do policial com uma organização criminosa que atuava no tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. "Nós fomos os primeiros a informar do envolvimento do policial militar o que ajudou na efetiva prisão. Acompanhamos as buscas e estamos dando todo o apoio nas investigações" ressaltou o subcomandante do batalhão em Muriaé. Operação 'Castelo de Areia' A ação ocorre desde domingo (24). Segundo informações iniciais da corporação, o objetivo da ação desta quarta foi cumprir 15 mandados de prisão e 17 de busca e apreensão. Entre os investigados estão um funcionário do Banco do Brasil, um ex-agente penitenciário e 2 pessoas que já se encontravam presas no Presídio de Muriaé. "Durante as investigações, ficou evidente que uma organização criminosa que atuava no tráfico de drogas e lavagem de dinheiro tinha ligações dentro da segurança pública e no sistema bancário, o que facilitava as ações criminosas que ajudavam a financiar e apoiar a organização", afirmou a polícia. Em nota, o Banco do Brasil informo que "colabora com as autoridades na investigação de fraudes com o repasse de subsídios âmbito de atuação e que segue os trâmites previstos em seu processo de gestão disciplinar para casos de envolvimento de pessoa do seu quadro funcional". Quantia em dinheiro é apreendida durante operação em Muriaé Polícia Civil/Divulgação Durante as investigações, foi sequestrada uma chácara avaliada em R$ 1 milhão e apreendidos carros de luxo avaliados R$ 340 mil, além de quase R$ 80 mil em dinheiro. Balança de precisão e outros materiais também foram apreendidos Polícia Civil/Divulgação A operação contou com o apoio de 50 policiais civis e aeronave da corporação. Informações complementares serão repassadas à imprensa durante coletiva de imprensa nesta quarta. Operação contou com apoio de aeronave da Polícia Civil e 50 policiais Polícia Civil/Divulgação VÍDEOS: veja tudo sobre a Zona da Mata e Campos das Vertentes