Deputados revogam duas medidas cautelares e Jalser Renier poderá sair à noite e viajar

Deputados acompanharam voto da 5ª Turma do STJ. Revogação foi aprovada por 18 votos a favor e nenhum contrário. Jalser Renier foi preso em outubro passado suspeito de ser mandante do sequestro do jornalista Romano dos Anjos. Jalser Renier Foto: SupCom ALE-RR A Assembleia Legislativa de Roraima revogou nessa quarta-feira (22) duas de três medidas cautelares impostas ao deputado Jalser Renier (SD), que foi preso na segunda fase da Operação Pulitzer, que investiga o sequestro do jornalista Romano dos Anjos ocorrido em outubro do ano passado. O Projeto de Resolução Legislativa nº 062/2021, de autoria da Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final da Assembleia Legislativa de Roraima, foi aprovado por 18 votos favoráveis e nenhum contrário. Com isso, foram revogadas duas medidas cautelares, a obrigatoriedade do recolhimento noturno e nos dias de folga e o impedimento do parlamentar de se ausentar da cidade. Os deputados mantiveram a proibição de Jalser Renier se aproximar e ter contato com envolvidos no caso Romano dos Anjos. O deputado Jorge Everton (sem partido), durante a decisão, ressaltou que não haveria manifestação verbal por parte dos demais parlamentares, pois havia o consenso em acompanhar a decisão da 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), no último dia 7. Os ministros do STJ votaram pela remoção da tornozeleira do deputado, e autorização de viagens dentro de Roraima e para outros estados, com autorização judicial. Porém, decidiram manter a proibido que Jalser Renier se aproxime de Romano dos Anjos, dos suspeitos de envolvimento no caso e de familiares da vítima. A resolução será publicada no Diário Oficial da Assembleia Legislativa de Roraima, informou a Casa.

Deputados revogam duas medidas cautelares e Jalser Renier poderá sair à noite e viajar

Deputados acompanharam voto da 5ª Turma do STJ. Revogação foi aprovada por 18 votos a favor e nenhum contrário. Jalser Renier foi preso em outubro passado suspeito de ser mandante do sequestro do jornalista Romano dos Anjos. Jalser Renier Foto: SupCom ALE-RR A Assembleia Legislativa de Roraima revogou nessa quarta-feira (22) duas de três medidas cautelares impostas ao deputado Jalser Renier (SD), que foi preso na segunda fase da Operação Pulitzer, que investiga o sequestro do jornalista Romano dos Anjos ocorrido em outubro do ano passado. O Projeto de Resolução Legislativa nº 062/2021, de autoria da Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final da Assembleia Legislativa de Roraima, foi aprovado por 18 votos favoráveis e nenhum contrário. Com isso, foram revogadas duas medidas cautelares, a obrigatoriedade do recolhimento noturno e nos dias de folga e o impedimento do parlamentar de se ausentar da cidade. Os deputados mantiveram a proibição de Jalser Renier se aproximar e ter contato com envolvidos no caso Romano dos Anjos. O deputado Jorge Everton (sem partido), durante a decisão, ressaltou que não haveria manifestação verbal por parte dos demais parlamentares, pois havia o consenso em acompanhar a decisão da 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), no último dia 7. Os ministros do STJ votaram pela remoção da tornozeleira do deputado, e autorização de viagens dentro de Roraima e para outros estados, com autorização judicial. Porém, decidiram manter a proibido que Jalser Renier se aproxime de Romano dos Anjos, dos suspeitos de envolvimento no caso e de familiares da vítima. A resolução será publicada no Diário Oficial da Assembleia Legislativa de Roraima, informou a Casa.