Defesa Civil registra 17 ocorrências por conta da chuva em Juiz de Fora

Registros foram contabilizados desde a tarde da sexta-feira (7). Na manhã deste sábado (8), a queda de uma árvore provocou interdição parcial do trecho da Avenida Rio Branco no sentido Bom Pastor ao Manoel Honório. Corpo de Bombeiros retiram árvore que caiu na Avenida Rio Branco em Juiz de Fora Maria Elisa Diniz/ G1 A A Defesa Civil registrou desde a tarde de sexta-feira (7) até a manhã de sábado (8), 17 ocorrências em decorrência da chuva que caiu sobre Juiz de Fora, no período. De acordo com o Corpo de Bombeiros, entre os chamados estavam escorregamento de talude, ameaça de desabamento, quedas de árvores, trincas em paredes e muros. Chuva e vento forte, derruba árvore de grande porte na Avenida Rio Branco em Juiz de Fora Ocorrências No início da tarde deste sábado, o Corpo de Bombeiros notificou um deslizamento de terra em uma casa de dois andares no Bairro Bonfim, na Rua Barão do Retiro. A saída do totalmente bloqueada. Não houve vítimas. Na Avenida Rio Branco, durante a madrugada de sábado e manhã, o trânsito da parte alta da Avenida Rio Branco em direção ao Bairro Manoel Honório foi interditado, por conta da queda de uma árvore na altura do hospital Santa Casa de Misericórdia. O trânsito precisou ser desviado para a pista de ônibus, mas já foi normalizado, segundo a Secretaria Mobilidade Urbana (SMU). Não foram registradas vítimas e nem danos a carros e imóveis do local. De acordo com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), um galho caiu sobre a rede elétrica e foi retirado durante a manhã. Não houve a necessidade de desligamento da energia para a ação. Chuva provoca queda de árvore no Centro de Juiz de Fora Um outro registro de queda de arbusto ocorreu por volta das 18h da sexta-feira (7) no Bairro Bandeirantes e também não deixou vítimas ou prejuízos materiais. Maior volume de água De acordo com a Defesa Civil, nas últimas 24 horas, a região da cidade que registrou o maior volume de água foi o Bairro São Judas Tadeu. Lá foram contabilizados 29.02 mm de chuva. Bairro São Judas Tadeu foi a região mais atingida pela chuva desta sexta-feira (7) em Juiz de Fora Jussara Ramos/ Arquivo Pessoal Entre sexta-feira (7) até o início da manhã deste sábado (8), foram 17 ocorrências foram registradas pela Defesa Civil, veja: 1 de trinca em muro de divisa no Bairro Grama; 3 de ameaça de escorregamento de talude nos Bairros Nova Era, São Benedito e Três Moinhos; 8 de escorregamento de talude nos Bairros Vila Olavo Costa (2), Parque Jardim Burnier, Santa Cruz, Linhares, Santa Cândida, Santa Cecília e Santa Rita; 1 de trinca em parede no Bairro Ipiranga; 1 de rua danificada no Bairro Santa Cândida; 1 infiltração de laje no Bairro Dom Bosco; 1 ameaça de desabamento de muro de divisa no Bairro Parque Independência; 1 trinca de piso no Bairro Nova Era. A Defesa Civil não registrou até o início da tarde deste sábado nenhuma vítima desalojada ou ferida. Previsão do tempo A previsão da meteorologia é que mais chuvas ocorram durante o fim de semana na Zona da Mata e Campo das Vertentes. As temperaturas devem se manter amenas e não devem ultrapassar os 22°C em Juiz de Fora. Conforme noticiado pelo g1 na última sexta-feira (7), o Inmet emitiu 2 alertas para a região. Um deles de grande acumulado de chuva e outro de chuvas intensas. O acumulado poderia chegar à 100 mm/dia. O alerta para chuva intensa foi mantido até às 11h de domingo (9), devido à chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, e ventos intensos entre 60 e 100 km/h. O outro aviso meteorológico sobre o acumulado de chuva foi estendido até a próxima terça-feira (11) em decorrência da chuva superior a 60 mm/h ou acima de 100 mm/dia. Ainda conforme os dados, há risco de alagamentos e transbordamentos de rios e deslizamentos de encostas na região. Em caso de emergência, a população pode acionar a Defesa Civil de Juiz de Fora pelo 199. VÍDEOS: veja tudo sobre a Zona da Mata e Campos das Vertentes

Defesa Civil registra 17 ocorrências por conta da chuva em Juiz de Fora

Registros foram contabilizados desde a tarde da sexta-feira (7). Na manhã deste sábado (8), a queda de uma árvore provocou interdição parcial do trecho da Avenida Rio Branco no sentido Bom Pastor ao Manoel Honório. Corpo de Bombeiros retiram árvore que caiu na Avenida Rio Branco em Juiz de Fora Maria Elisa Diniz/ G1 A A Defesa Civil registrou desde a tarde de sexta-feira (7) até a manhã de sábado (8), 17 ocorrências em decorrência da chuva que caiu sobre Juiz de Fora, no período. De acordo com o Corpo de Bombeiros, entre os chamados estavam escorregamento de talude, ameaça de desabamento, quedas de árvores, trincas em paredes e muros. Chuva e vento forte, derruba árvore de grande porte na Avenida Rio Branco em Juiz de Fora Ocorrências No início da tarde deste sábado, o Corpo de Bombeiros notificou um deslizamento de terra em uma casa de dois andares no Bairro Bonfim, na Rua Barão do Retiro. A saída do totalmente bloqueada. Não houve vítimas. Na Avenida Rio Branco, durante a madrugada de sábado e manhã, o trânsito da parte alta da Avenida Rio Branco em direção ao Bairro Manoel Honório foi interditado, por conta da queda de uma árvore na altura do hospital Santa Casa de Misericórdia. O trânsito precisou ser desviado para a pista de ônibus, mas já foi normalizado, segundo a Secretaria Mobilidade Urbana (SMU). Não foram registradas vítimas e nem danos a carros e imóveis do local. De acordo com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), um galho caiu sobre a rede elétrica e foi retirado durante a manhã. Não houve a necessidade de desligamento da energia para a ação. Chuva provoca queda de árvore no Centro de Juiz de Fora Um outro registro de queda de arbusto ocorreu por volta das 18h da sexta-feira (7) no Bairro Bandeirantes e também não deixou vítimas ou prejuízos materiais. Maior volume de água De acordo com a Defesa Civil, nas últimas 24 horas, a região da cidade que registrou o maior volume de água foi o Bairro São Judas Tadeu. Lá foram contabilizados 29.02 mm de chuva. Bairro São Judas Tadeu foi a região mais atingida pela chuva desta sexta-feira (7) em Juiz de Fora Jussara Ramos/ Arquivo Pessoal Entre sexta-feira (7) até o início da manhã deste sábado (8), foram 17 ocorrências foram registradas pela Defesa Civil, veja: 1 de trinca em muro de divisa no Bairro Grama; 3 de ameaça de escorregamento de talude nos Bairros Nova Era, São Benedito e Três Moinhos; 8 de escorregamento de talude nos Bairros Vila Olavo Costa (2), Parque Jardim Burnier, Santa Cruz, Linhares, Santa Cândida, Santa Cecília e Santa Rita; 1 de trinca em parede no Bairro Ipiranga; 1 de rua danificada no Bairro Santa Cândida; 1 infiltração de laje no Bairro Dom Bosco; 1 ameaça de desabamento de muro de divisa no Bairro Parque Independência; 1 trinca de piso no Bairro Nova Era. A Defesa Civil não registrou até o início da tarde deste sábado nenhuma vítima desalojada ou ferida. Previsão do tempo A previsão da meteorologia é que mais chuvas ocorram durante o fim de semana na Zona da Mata e Campo das Vertentes. As temperaturas devem se manter amenas e não devem ultrapassar os 22°C em Juiz de Fora. Conforme noticiado pelo g1 na última sexta-feira (7), o Inmet emitiu 2 alertas para a região. Um deles de grande acumulado de chuva e outro de chuvas intensas. O acumulado poderia chegar à 100 mm/dia. O alerta para chuva intensa foi mantido até às 11h de domingo (9), devido à chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, e ventos intensos entre 60 e 100 km/h. O outro aviso meteorológico sobre o acumulado de chuva foi estendido até a próxima terça-feira (11) em decorrência da chuva superior a 60 mm/h ou acima de 100 mm/dia. Ainda conforme os dados, há risco de alagamentos e transbordamentos de rios e deslizamentos de encostas na região. Em caso de emergência, a população pode acionar a Defesa Civil de Juiz de Fora pelo 199. VÍDEOS: veja tudo sobre a Zona da Mata e Campos das Vertentes