Cuba Gooding Jr. se declara culpado em caso de assédio sexual a três mulheres

Ator fez acordo com promotoria, que o acusa de ter tocado à força três mulheres entre os anos de 2018 e 2019. Cuba Gooding Jr. em depoimento na Suprema Corte de Nova York em 2019 Alec Tabak/Reuters O ator Cuba Gooding Jr. se declarou culpado nesta quarta-feira (13) em caso de abuso sexual de três mulheres entre os anos de 2018 e 2019. A medida faz parte um acordo com os promotores, que poupa o ator vencedor do Oscar de qualquer prisão imediata. A confissão, relacionada à acusação de ter tocado à força uma mulher em um boate de Nova York em 2018, acontece três anos depois de ele ter sido preso, segundo comunicado da promotoria distrital de Manhattan detalhando o acordo. Gooding Jr. também admitiu no tribunal ter submetido duas outras mulheres a "contato físico não consensual" em 2018 e 2019. Se Gooding, de 54 anos, continuar recebendo aconselhamento ordenado pelo tribunal por seis meses, ele pode retirar a alegação de delito e se declarar culpado de uma violação menor de assédio, segundo acordo de confissão. Se ele não cumprir, pode pegar até um ano de prisão, disse o gabinete da procuradoria distrital de Manhattan. O ator foi acusado em processo na Suprema Corte do Estado de Nova York de violar três mulheres diferentes em vários locais noturnos de Manhattan em 2018 e 2019. Um representante do ator não pôde ser encontrado imediatamente para comentar.

Cuba Gooding Jr. se declara culpado em caso de assédio sexual a três mulheres

Ator fez acordo com promotoria, que o acusa de ter tocado à força três mulheres entre os anos de 2018 e 2019. Cuba Gooding Jr. em depoimento na Suprema Corte de Nova York em 2019 Alec Tabak/Reuters O ator Cuba Gooding Jr. se declarou culpado nesta quarta-feira (13) em caso de abuso sexual de três mulheres entre os anos de 2018 e 2019. A medida faz parte um acordo com os promotores, que poupa o ator vencedor do Oscar de qualquer prisão imediata. A confissão, relacionada à acusação de ter tocado à força uma mulher em um boate de Nova York em 2018, acontece três anos depois de ele ter sido preso, segundo comunicado da promotoria distrital de Manhattan detalhando o acordo. Gooding Jr. também admitiu no tribunal ter submetido duas outras mulheres a "contato físico não consensual" em 2018 e 2019. Se Gooding, de 54 anos, continuar recebendo aconselhamento ordenado pelo tribunal por seis meses, ele pode retirar a alegação de delito e se declarar culpado de uma violação menor de assédio, segundo acordo de confissão. Se ele não cumprir, pode pegar até um ano de prisão, disse o gabinete da procuradoria distrital de Manhattan. O ator foi acusado em processo na Suprema Corte do Estado de Nova York de violar três mulheres diferentes em vários locais noturnos de Manhattan em 2018 e 2019. Um representante do ator não pôde ser encontrado imediatamente para comentar.