Covid-19: Juiz de Fora registra mais casos na 1ª semana de janeiro de 2022 do que todo o mês de dezembro do ano passado

Dados resultam de uma análise semanal realizada pelo g1, a partir das informações divulgados pela Prefeitura diariamente. Teste RT-PCR Divulgação Na 1ª semana de 2022, Juiz de Fora registrou 362 casos confirmados de Covid-19. O número já é maior que o registrado durante todo o mês de dezembro do ano passado, quando foram 320 notificações positivas em 31 dias. Os índices de hospitalização, como ocupação de leitos e número de pacientes internados também cresceram. As informações são da análise do g1 a partir dos dados divulgados pela Prefeitura diariamente. No entanto, o número de mortes segue estável. Durante toda a semana, entre segunda (3) e sexta-feira (7), foram 2 óbitos contabilizados pela Prefeitura nos boletins epidemiológicos emitidos. Com isso, Juiz de Fora mantém a marca de 2.078 vidas perdidas desde o início da pandemia. Sobre o número de pacientes internados, durante o período, variou entre 77 e 91 internações. Veja o detalhamento abaixo: 03/01: 77 internações; 04/01: 80 internações; 05/01: 91 internações 06/01: 84 internações; 07/01: 82 internações. Veja abaixo mais números, situação atual e uma análise do g1 mês a mês. Vacinômetro: veja quantas doses já foram aplicadas em algumas das maiores cidades da Zona da Mata e Vertentes Informações: Mortes e casos de Covid-19 nas cidades da Zona da Mata e Campo das Vertentes Último boletim: Covid-19: Juiz de Fora segue sem mortes e com índices controlados da doença no último boletim semanal de 2021 Análise do g1: mês a mês Mortes confirmadas De acordo com os dados analisados pelo g1, março de 2021 era o mês com mais registros de vítimas pela Covid-19; com 286. Em abril do ano passado, o número foi de 336 e o período se mantém como o pior até o momento. Em setembro, foram 50 mortes até o dia 30. Já em outubro, foram 32 mortes registradas. Em novembro, foram 44 vidas perdidas. Já em dezembro, foram registradas 14 mortes. Em janeiro de 2022, até o momento, foram 2 mortes. Confira abaixo o gráfico que mostra as vítimas registradas em cada mês desde o início da pandemia, de acordo com a data de morte: Casos confirmados O primeiro boletim de Juiz de Fora foi publicado no dia 26 de março de 2020. Na época, a cidade já contava com 26 casos confirmados da Covid-19. Até o fim daquele mês, foram registradas 31 notificações positivas da doença. Um ano depois, o município registrou o pior período da pandemia em relação aos infectados pelo novo coronavírus. Em abril de 2021, Juiz de Fora contabilizou 5.005 casos confirmados pela Covid-19. O recorde até então era de março. Durante 31 dias, a cidade teve 4.872 notificações positivas. Em maio, foram 4.163 registros. Já em junho, 3.787 e em julho, são 3.697. Ainda segundo os dados, em agosto, foram 2.361 e até o dia 30 de setembro, 1.934. Em outubro foram 1.331 novos casos, em novembro, foram 1.117. Já em dezembro, foram 320 casos, vale ressaltar que a Prefeitura ficou do dia 9 ao dia 22 de dezembro sem divulgar casos confirmados. Agora, em janeiro de 2022, foram 362 notificações positivas até sexta-feira (7). Veja abaixo o gráfico que mostra a situação em cada mês desde o início da pandemia de acordo com a divulgação do boletim municipal: VÍDEOS: veja tudo sobre a Zona da Mata e Campo das Vertentes

Covid-19: Juiz de Fora registra mais casos na 1ª semana de janeiro de 2022 do que todo o mês de dezembro do ano passado

Dados resultam de uma análise semanal realizada pelo g1, a partir das informações divulgados pela Prefeitura diariamente. Teste RT-PCR Divulgação Na 1ª semana de 2022, Juiz de Fora registrou 362 casos confirmados de Covid-19. O número já é maior que o registrado durante todo o mês de dezembro do ano passado, quando foram 320 notificações positivas em 31 dias. Os índices de hospitalização, como ocupação de leitos e número de pacientes internados também cresceram. As informações são da análise do g1 a partir dos dados divulgados pela Prefeitura diariamente. No entanto, o número de mortes segue estável. Durante toda a semana, entre segunda (3) e sexta-feira (7), foram 2 óbitos contabilizados pela Prefeitura nos boletins epidemiológicos emitidos. Com isso, Juiz de Fora mantém a marca de 2.078 vidas perdidas desde o início da pandemia. Sobre o número de pacientes internados, durante o período, variou entre 77 e 91 internações. Veja o detalhamento abaixo: 03/01: 77 internações; 04/01: 80 internações; 05/01: 91 internações 06/01: 84 internações; 07/01: 82 internações. Veja abaixo mais números, situação atual e uma análise do g1 mês a mês. Vacinômetro: veja quantas doses já foram aplicadas em algumas das maiores cidades da Zona da Mata e Vertentes Informações: Mortes e casos de Covid-19 nas cidades da Zona da Mata e Campo das Vertentes Último boletim: Covid-19: Juiz de Fora segue sem mortes e com índices controlados da doença no último boletim semanal de 2021 Análise do g1: mês a mês Mortes confirmadas De acordo com os dados analisados pelo g1, março de 2021 era o mês com mais registros de vítimas pela Covid-19; com 286. Em abril do ano passado, o número foi de 336 e o período se mantém como o pior até o momento. Em setembro, foram 50 mortes até o dia 30. Já em outubro, foram 32 mortes registradas. Em novembro, foram 44 vidas perdidas. Já em dezembro, foram registradas 14 mortes. Em janeiro de 2022, até o momento, foram 2 mortes. Confira abaixo o gráfico que mostra as vítimas registradas em cada mês desde o início da pandemia, de acordo com a data de morte: Casos confirmados O primeiro boletim de Juiz de Fora foi publicado no dia 26 de março de 2020. Na época, a cidade já contava com 26 casos confirmados da Covid-19. Até o fim daquele mês, foram registradas 31 notificações positivas da doença. Um ano depois, o município registrou o pior período da pandemia em relação aos infectados pelo novo coronavírus. Em abril de 2021, Juiz de Fora contabilizou 5.005 casos confirmados pela Covid-19. O recorde até então era de março. Durante 31 dias, a cidade teve 4.872 notificações positivas. Em maio, foram 4.163 registros. Já em junho, 3.787 e em julho, são 3.697. Ainda segundo os dados, em agosto, foram 2.361 e até o dia 30 de setembro, 1.934. Em outubro foram 1.331 novos casos, em novembro, foram 1.117. Já em dezembro, foram 320 casos, vale ressaltar que a Prefeitura ficou do dia 9 ao dia 22 de dezembro sem divulgar casos confirmados. Agora, em janeiro de 2022, foram 362 notificações positivas até sexta-feira (7). Veja abaixo o gráfico que mostra a situação em cada mês desde o início da pandemia de acordo com a divulgação do boletim municipal: VÍDEOS: veja tudo sobre a Zona da Mata e Campo das Vertentes