Como a arma tecnológica que matou cientista está mexendo com o mundo?

De todos os avanços tecnológicos feitos ao longo dos anos, a criação de uma inteligência artificial é uma das revoluções que mais assustam as pessoas na sociedade. Isso porque o senso comum convive com o medo e a ideia de uma rebelião das máquinas, alcançada através de uma independência intelectual assistida, desde o século XIX, quando a autora Mary Shelley expressou isso em seu livro Frankenstein.O bilionário Elon Musk já expressou que IA podem ser muito mais perigosas do que armas nucleares pela falta de regulamentação que meçam a relação entre o homem e a máquina.Leia mais...

Como a arma tecnológica que matou cientista está mexendo com o mundo?

De todos os avanços tecnológicos feitos ao longo dos anos, a criação de uma inteligência artificial é uma das revoluções que mais assustam as pessoas na sociedade. Isso porque o senso comum convive com o medo e a ideia de uma rebelião das máquinas, alcançada através de uma independência intelectual assistida, desde o século XIX, quando a autora Mary Shelley expressou isso em seu livro Frankenstein.

O bilionário Elon Musk já expressou que IA podem ser muito mais perigosas do que armas nucleares pela falta de regulamentação que meçam a relação entre o homem e a máquina.

Leia mais...