Botelho defende pesquisa para definir nome ao Senado

O deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) acredita que só as pesquisas eleitorais de intenção de voto é que irá decidir quem será o candidato ao Senado na chapa de uma eventual reeleição do governador Mauro Mendes (DEM) em 2022.   Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI). Apesar da disputa está aberta nos bastidores, entre o deputado federal Neri Geller (PP) e o atual senador Wellington Fagundes (PL), Botelho diz que apenas a partir de abril é que o tema será colocado na mesa do governador. Contudo, o deputado não ter descartado ter os dois no mesmo palanque.   "O governador [Mauro Mendes] nos disse que a partir de abril, ele começa a conversar sobre eleição. Então temos que esperar. Mas a vaga do Senado se resolverá com pesquisa", disse.   Embora Neri Geller já tenha conquistado apoios do PSD do senador Carlos Fávaro e MDB do deputado Carlos Bezerra, Botelho vê Fagundes se fortalecer com a filiação do presidente Jair Bolsonaro no PL.  "É muito cedo analisar, mas é claro que a filiação do presidente Bolsonaro no PL alavancou e muito o nome do Wellington Fagundes na disputa. Mas, repito, só com pesquisas é que podemos ter uma definição. E os dois são experientes e podem chegar em um consenso e permanecerem no mesmo palanque", completou.   Tanto Geller quanto Wellington afirmam que não abrirão mão dos seus respectivos projetos eleitorais. Geller tem a sua pré-candidatura aprovada dentro da direção estadual do PP. Já Fagun...

Botelho defende pesquisa para definir nome ao Senado
O deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) acredita que só as pesquisas eleitorais de intenção de voto é que irá decidir quem será o candidato ao Senado na chapa de uma eventual reeleição do governador Mauro Mendes (DEM) em 2022.   Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI). Apesar da disputa está aberta nos bastidores, entre o deputado federal Neri Geller (PP) e o atual senador Wellington Fagundes (PL), Botelho diz que apenas a partir de abril é que o tema será colocado na mesa do governador. Contudo, o deputado não ter descartado ter os dois no mesmo palanque.   "O governador [Mauro Mendes] nos disse que a partir de abril, ele começa a conversar sobre eleição. Então temos que esperar. Mas a vaga do Senado se resolverá com pesquisa", disse.   Embora Neri Geller já tenha conquistado apoios do PSD do senador Carlos Fávaro e MDB do deputado Carlos Bezerra, Botelho vê Fagundes se fortalecer com a filiação do presidente Jair Bolsonaro no PL.  "É muito cedo analisar, mas é claro que a filiação do presidente Bolsonaro no PL alavancou e muito o nome do Wellington Fagundes na disputa. Mas, repito, só com pesquisas é que podemos ter uma definição. E os dois são experientes e podem chegar em um consenso e permanecerem no mesmo palanque", completou.   Tanto Geller quanto Wellington afirmam que não abrirão mão dos seus respectivos projetos eleitorais. Geller tem a sua pré-candidatura aprovada dentro da direção estadual do PP. Já Fagun...