Banda Ratos de Porão promove 'Aglomeração' ao abrir caminho para o álbum 'Necropolítica'

Quarteto paulistano de hardcore punk faz virulentas críticas ao tratamento da pandemia no Brasil no repertório do primeiro disco de músicas inéditas em oito anos, programado para 13 de maio. Capa do álbum 'Necropolítica', do grupo Ratos de Porão Reprodução ♪ Com capa que evoca e celebra a capa de Sabbath bloody Sabbath (1973), quinto álbum da banda inglesa Black Sabbath, o 13º álbum de estúdio do grupo paulistano de hardcore punk Ratos de Porão, Necropolítica, tem lançamento programado no Brasil para 13 de maio. Com músicas como Alerta antifascista, Guilhotinado em Cristo, Intubado, Neo nazi gratiluz e O vira lata, o repertório do álbum Necropolítica faz virulentas críticas ao sistema social e político do Brasil, com letras escritas dentro do contexto da pandemia de covid-19. A propósito, o primeiro single, Aglomeração, alveja o negacionismo, os tratamentos ineficazes e o envolvimento religioso no combate ao vírus. Em rotação a partir desta sexta-feira, 8 de abril, o single Aglomeração tem batida de thrash metal que remete ao som de álbuns emblemáticos dos Ratos de Porão como Cada dia mais sujo e agressivo (1987) e Brasil (1989). Ratos de Porão lança o álbum 'Necropolítica' em 13 de maio Marcos Hermes / Divulgação Gravado no estúdio Family Mob e mixado no estúdio El Rocha, na cidade natal da banda formada em 1981 na cidade de São Paulo (SP), o disco Necropolítica chega ao mercado fonográfico nacional em maio em CD (em edição da gravadora paulistana de metal Shinigami Records) e em edição digital (com distribuição feita via ONE rpm). Uma edição em LP está prevista para julho no Brasil via AMM Records. Em cena há 41 anos, sendo um dos grupos pioneiros do punk brasileiro, Ratos de Porão conserva desde os primórdios o vocalista João Gordo e o guitarrista Jão Carlos. O baterista Maurício Alves Fernandez, o Boka, está na banda desde 1991. Já o baixista Juninho Sangiorgio integra o Ratos de Porão desde 2004. Juntos há 18 anos, os quatro músicos preparam o lançamento mundial de Necropolítica, o primeiro álbum de repertório inédito da banda desde Século sinistro (2014), disco lançado há oito anos.

Banda Ratos de Porão promove 'Aglomeração' ao abrir caminho para o álbum 'Necropolítica'

Quarteto paulistano de hardcore punk faz virulentas críticas ao tratamento da pandemia no Brasil no repertório do primeiro disco de músicas inéditas em oito anos, programado para 13 de maio. Capa do álbum 'Necropolítica', do grupo Ratos de Porão Reprodução ♪ Com capa que evoca e celebra a capa de Sabbath bloody Sabbath (1973), quinto álbum da banda inglesa Black Sabbath, o 13º álbum de estúdio do grupo paulistano de hardcore punk Ratos de Porão, Necropolítica, tem lançamento programado no Brasil para 13 de maio. Com músicas como Alerta antifascista, Guilhotinado em Cristo, Intubado, Neo nazi gratiluz e O vira lata, o repertório do álbum Necropolítica faz virulentas críticas ao sistema social e político do Brasil, com letras escritas dentro do contexto da pandemia de covid-19. A propósito, o primeiro single, Aglomeração, alveja o negacionismo, os tratamentos ineficazes e o envolvimento religioso no combate ao vírus. Em rotação a partir desta sexta-feira, 8 de abril, o single Aglomeração tem batida de thrash metal que remete ao som de álbuns emblemáticos dos Ratos de Porão como Cada dia mais sujo e agressivo (1987) e Brasil (1989). Ratos de Porão lança o álbum 'Necropolítica' em 13 de maio Marcos Hermes / Divulgação Gravado no estúdio Family Mob e mixado no estúdio El Rocha, na cidade natal da banda formada em 1981 na cidade de São Paulo (SP), o disco Necropolítica chega ao mercado fonográfico nacional em maio em CD (em edição da gravadora paulistana de metal Shinigami Records) e em edição digital (com distribuição feita via ONE rpm). Uma edição em LP está prevista para julho no Brasil via AMM Records. Em cena há 41 anos, sendo um dos grupos pioneiros do punk brasileiro, Ratos de Porão conserva desde os primórdios o vocalista João Gordo e o guitarrista Jão Carlos. O baterista Maurício Alves Fernandez, o Boka, está na banda desde 1991. Já o baixista Juninho Sangiorgio integra o Ratos de Porão desde 2004. Juntos há 18 anos, os quatro músicos preparam o lançamento mundial de Necropolítica, o primeiro álbum de repertório inédito da banda desde Século sinistro (2014), disco lançado há oito anos.