Atropelamento de animais em estradas: ouça história de acidente com cachorro e descubra o que fazer no resgate

Podcast 'Bichos na Escuta' conta a história de atropelamento de cachorro em rodovia próxima à cidade de Juazeiro, interior da Bahia. Sem proteção à fauna, estradas são palco de acidentes que podem ser fatais tanto para animais quanto para condutores e passageiros Era começo de noite em uma estrada próximo à cidade de Juazeiro, interior da Bahia. Acompanhada de seu namorado, a diretora Michelle Chevrand aproveitava o fim das suas férias, em dezembro do último ano. Eles se dirigiam para um jantar no centro da cidade, ouviam música no carro, até que um cachorro branco surgiu no meio da estrada. Sem tempo para reagir, o carro atropelou o animal. Nesse episódio de 'Bichos na Escuta', a jornalista Giuliana Girardi conta a história completa do atropelamento vivido por Michelle, que chama atenção para questões de saúde pública das cidades. Consultora do podcast, a veterinária Rita Ericson também participa do episódio e orienta sobre como agir em situações de acidentes. Ouça o podcast completo no player acima. Uma das coisas que mais doía era passar pelo corpo da cachorra toda vez que a gente saía de casa. Depois do acidente, Michelle buscou ajuda veterinária para retirar o corpo do animal atropelado, mas se deparou com a falta de estrutura da cidade. Ela conta que foi um choque de realidade quando soube que não havia uma instituição de cuidados de zoonoses em Juazeiro, órgãos municipais responsáveis por controlar doenças transmitidas pelos animais. "Depois do atropelamento, meu olhar ficou mais atento. A gente passou por situações como cavalos feridos, provavelmente por situação de atropelamento, mas que continuam pastando na estrada. Quer dizer, quem é o responsável por aquele animal? Se a Prefeitura não recolhe, quem pode recolher?", ela questiona. OUÇA AGORA: Ouça outros episódios de 'Bichos na Escuta': ADESTRAMENTO DE GATOS: aprenda truques e dicas práticas VOZES DE PET: conheça os dubladores que fazem sucesso nas redes sociais LUTO: como lidar com a morte de um pet VIAGEM DE AVIÃO: ouça dicas de como transportá-lo ALIMENTAÇÃO NATURAL OU RAÇÃO: descubra as vantagens de cada tipo de comida GATOS OU CACHORROS: entenda vantagens e diferenças de cada pet CHAMA OS CACHORROS: descubra os bastidores dos pets de Ana Maria Braga ADOÇÃO NA PANDEMIA: ouça dicas em novo podcast para apaixonados por pets PETS EM CONDOMÍNIO: quais as regras para boa convivência O podcast 'Bichos Na Escuta' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Bichos na Escuta' na sua plataforma preferida. Toda quinta-feira tem episódio novo. Rita Ericson, veterinária especialista em comportamento animal, ressalta que os animais deveriam fazer parte da saúde pública das cidades. Ela explica que as questões veterinárias, tanto em relação aos animais de produção como aos cães e gatos de uma cidade, precisam ser incluídas no planejamento das prefeituras. Rita também chama atenção para a qualidade de vida dos animais de rua: "A gente sabe que a expectativa de vida de um gato de vida livre gira em torno de três a quatro anos, enquanto que um gato domiciliado vive em torno de quinze anos", ela afirma. Ouça agora o episódio completo:

Atropelamento de animais em estradas: ouça história de acidente com cachorro e descubra o que fazer no resgate

Podcast 'Bichos na Escuta' conta a história de atropelamento de cachorro em rodovia próxima à cidade de Juazeiro, interior da Bahia. Sem proteção à fauna, estradas são palco de acidentes que podem ser fatais tanto para animais quanto para condutores e passageiros Era começo de noite em uma estrada próximo à cidade de Juazeiro, interior da Bahia. Acompanhada de seu namorado, a diretora Michelle Chevrand aproveitava o fim das suas férias, em dezembro do último ano. Eles se dirigiam para um jantar no centro da cidade, ouviam música no carro, até que um cachorro branco surgiu no meio da estrada. Sem tempo para reagir, o carro atropelou o animal. Nesse episódio de 'Bichos na Escuta', a jornalista Giuliana Girardi conta a história completa do atropelamento vivido por Michelle, que chama atenção para questões de saúde pública das cidades. Consultora do podcast, a veterinária Rita Ericson também participa do episódio e orienta sobre como agir em situações de acidentes. Ouça o podcast completo no player acima. Uma das coisas que mais doía era passar pelo corpo da cachorra toda vez que a gente saía de casa. Depois do acidente, Michelle buscou ajuda veterinária para retirar o corpo do animal atropelado, mas se deparou com a falta de estrutura da cidade. Ela conta que foi um choque de realidade quando soube que não havia uma instituição de cuidados de zoonoses em Juazeiro, órgãos municipais responsáveis por controlar doenças transmitidas pelos animais. "Depois do atropelamento, meu olhar ficou mais atento. A gente passou por situações como cavalos feridos, provavelmente por situação de atropelamento, mas que continuam pastando na estrada. Quer dizer, quem é o responsável por aquele animal? Se a Prefeitura não recolhe, quem pode recolher?", ela questiona. OUÇA AGORA: Ouça outros episódios de 'Bichos na Escuta': ADESTRAMENTO DE GATOS: aprenda truques e dicas práticas VOZES DE PET: conheça os dubladores que fazem sucesso nas redes sociais LUTO: como lidar com a morte de um pet VIAGEM DE AVIÃO: ouça dicas de como transportá-lo ALIMENTAÇÃO NATURAL OU RAÇÃO: descubra as vantagens de cada tipo de comida GATOS OU CACHORROS: entenda vantagens e diferenças de cada pet CHAMA OS CACHORROS: descubra os bastidores dos pets de Ana Maria Braga ADOÇÃO NA PANDEMIA: ouça dicas em novo podcast para apaixonados por pets PETS EM CONDOMÍNIO: quais as regras para boa convivência O podcast 'Bichos Na Escuta' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Bichos na Escuta' na sua plataforma preferida. Toda quinta-feira tem episódio novo. Rita Ericson, veterinária especialista em comportamento animal, ressalta que os animais deveriam fazer parte da saúde pública das cidades. Ela explica que as questões veterinárias, tanto em relação aos animais de produção como aos cães e gatos de uma cidade, precisam ser incluídas no planejamento das prefeituras. Rita também chama atenção para a qualidade de vida dos animais de rua: "A gente sabe que a expectativa de vida de um gato de vida livre gira em torno de três a quatro anos, enquanto que um gato domiciliado vive em torno de quinze anos", ela afirma. Ouça agora o episódio completo: