Ataque em Guarapuava: veja quem são os feridos durante ação em empresa de transporte de valores

Dois policiais militares e um morador foram atingidos na ação. Assaltantes conseguiram fugir durante a madrugada desta segunda-feira (18). 16º Batalhão de Guarapuava alvejado em ataque Reprodução Três pessoas ficaram feridas depois de serem baleadas durante uma tentativa de assalto a uma empresa de transporte de valores em Guarapuava, na região central do Paraná, durante a noite de domingo (17) e madrugada desta segunda-feira (18). Duas das vítimas são policiais militares, além de um morador, conforme a prefeitura. Veja, abaixo, quem são os feridos. De acordo com a Polícia Militar (PM), mais de 30 criminosos fortemente armados participaram da ação. Testemunhas relataram que os assaltantes fizeram moradores reféns e fecharam os acessos da cidade. Além disso, pelo menos sete veículos blindados foram usados na ação, segundo a polícia. Veja o que se sabe sobre o ataque de assaltantes que aterrorizou Guarapuava Vítimas De acordo com a Polícia Militar, os dois policiais feridos em serviço foram: Cabo José Douglas Bonato: o militar teve um ferimento por arma de fogo no membro inferior, com fratura. Ele foi operado, está consciente e não corre risco de morrer, segundo a PM; Cabo Ricieri Chagas: o militar teve um ferimento por arma de fogo na cabeça e foi internado em um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ainda conforme a PM, o policial foi intubado e está em coma induzido, inicialmente sem indicação de cirurgia. O quadro é considerado estável. Na cidade, o Hemocentro faz uma campanha para doação de sangue do tipo O- para o cabo Ricieri. A terceira vítima, segundo a prefeitura, é um morador da cidade. A PM afirmou que ele foi atingido no braço durante a troca de tiros e que está fora de risco. A identidade dele não foi fornecida até a publicação desta reportagem, mas a prefeitura afirmou que ele passa bem. LEIA MAIS Vídeo mostra 'cordão humano' feito com reféns durante ataque à empresa de transporte de valores de Guarapuava; ASSISTA FOTOS E VÍDEOS: ataque de assaltantes aterroriza moradores em Guarapuava 'Muito barulho de bala, pessoas gritando no meio da rua', diz morador de Guarapuava após ataque de assaltantes Estradas foram incendiadas durante ataque em Guarapuava (PR) Reproduçã Pós-ataque A PM informou que montou um cerco na zona rural para localizar os assaltantes, onde houve confronto armado. A polícia disse que alvejou cinco dos sete veículos blindados usados pelos criminosos. Fuzis e munição foram apreendidos. Ninguém foi preso. 'Novo cangaço': De onde vêm armas, munições e explosivos usados por quadrilhas em ataques a bancos no Brasil? 'É o mesmo modus operandi', diz delegado sobre assalto a banco em Criciúma e ação de quadrilha em Araçatuba A Polícia Federal (PF) foi chamada e está na empresa onde houve o ataque. Janelas da transportadora de valores foram destruídas. Há explosivos na região e o local foi isolado. O Esquadrão Antibombas de Curitiba foi acionado. Até a publicação desta reportagem, a polícia não havia informado se os criminosos fugiram com dinheiro. O Ministério da Justiça anunciou que está enviando reforços da PF e PRF para o Paraná. Moradores de Guarapuava viveram noite de terror Arte/g1 Moradores aterrorizados A população de Guarapuava foi orientada pelas autoridades de segurança e pelas rádios locais a permanecerem em casa. O jovem aprendiz Nathan Santos, de 16 anos, saía do Shopping Cidade dos Lagos com um grupo de amigos no momento dos ataques. "Só lembro de estar no meio da rua e escutamos um estouro muito alto", diz. "Saímos correndo. Uma senhora nos ofereceu abrigo e começaram os tiroteios...Muito barulho de bala, pessoas gritando no meio da rua. Estavam dando tiros nos postes de luz para ficar escuro." Repercussão nas redes Guarapuava esteve entre os assuntos mais comentados do Twitter durante a madrugada de segunda-feira (18). Alarmados, moradores do município compartilharam vídeos com barulhos de disparos e compararam os ataques ao mega-assalto a banco em Criciúma, que ocorreu em novembro de 2020. A atriz Larissa Manoela, que é natural de Guarapuava, prestou sua solidariedade em seu perfil. Initial plugin text VÍDEOS: mais assistidos do g1 PR Veja mais notícias da região no g1 Campos Gerais e Sul.

Ataque em Guarapuava: veja quem são os feridos durante ação em empresa de transporte de valores

Dois policiais militares e um morador foram atingidos na ação. Assaltantes conseguiram fugir durante a madrugada desta segunda-feira (18). 16º Batalhão de Guarapuava alvejado em ataque Reprodução Três pessoas ficaram feridas depois de serem baleadas durante uma tentativa de assalto a uma empresa de transporte de valores em Guarapuava, na região central do Paraná, durante a noite de domingo (17) e madrugada desta segunda-feira (18). Duas das vítimas são policiais militares, além de um morador, conforme a prefeitura. Veja, abaixo, quem são os feridos. De acordo com a Polícia Militar (PM), mais de 30 criminosos fortemente armados participaram da ação. Testemunhas relataram que os assaltantes fizeram moradores reféns e fecharam os acessos da cidade. Além disso, pelo menos sete veículos blindados foram usados na ação, segundo a polícia. Veja o que se sabe sobre o ataque de assaltantes que aterrorizou Guarapuava Vítimas De acordo com a Polícia Militar, os dois policiais feridos em serviço foram: Cabo José Douglas Bonato: o militar teve um ferimento por arma de fogo no membro inferior, com fratura. Ele foi operado, está consciente e não corre risco de morrer, segundo a PM; Cabo Ricieri Chagas: o militar teve um ferimento por arma de fogo na cabeça e foi internado em um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ainda conforme a PM, o policial foi intubado e está em coma induzido, inicialmente sem indicação de cirurgia. O quadro é considerado estável. Na cidade, o Hemocentro faz uma campanha para doação de sangue do tipo O- para o cabo Ricieri. A terceira vítima, segundo a prefeitura, é um morador da cidade. A PM afirmou que ele foi atingido no braço durante a troca de tiros e que está fora de risco. A identidade dele não foi fornecida até a publicação desta reportagem, mas a prefeitura afirmou que ele passa bem. LEIA MAIS Vídeo mostra 'cordão humano' feito com reféns durante ataque à empresa de transporte de valores de Guarapuava; ASSISTA FOTOS E VÍDEOS: ataque de assaltantes aterroriza moradores em Guarapuava 'Muito barulho de bala, pessoas gritando no meio da rua', diz morador de Guarapuava após ataque de assaltantes Estradas foram incendiadas durante ataque em Guarapuava (PR) Reproduçã Pós-ataque A PM informou que montou um cerco na zona rural para localizar os assaltantes, onde houve confronto armado. A polícia disse que alvejou cinco dos sete veículos blindados usados pelos criminosos. Fuzis e munição foram apreendidos. Ninguém foi preso. 'Novo cangaço': De onde vêm armas, munições e explosivos usados por quadrilhas em ataques a bancos no Brasil? 'É o mesmo modus operandi', diz delegado sobre assalto a banco em Criciúma e ação de quadrilha em Araçatuba A Polícia Federal (PF) foi chamada e está na empresa onde houve o ataque. Janelas da transportadora de valores foram destruídas. Há explosivos na região e o local foi isolado. O Esquadrão Antibombas de Curitiba foi acionado. Até a publicação desta reportagem, a polícia não havia informado se os criminosos fugiram com dinheiro. O Ministério da Justiça anunciou que está enviando reforços da PF e PRF para o Paraná. Moradores de Guarapuava viveram noite de terror Arte/g1 Moradores aterrorizados A população de Guarapuava foi orientada pelas autoridades de segurança e pelas rádios locais a permanecerem em casa. O jovem aprendiz Nathan Santos, de 16 anos, saía do Shopping Cidade dos Lagos com um grupo de amigos no momento dos ataques. "Só lembro de estar no meio da rua e escutamos um estouro muito alto", diz. "Saímos correndo. Uma senhora nos ofereceu abrigo e começaram os tiroteios...Muito barulho de bala, pessoas gritando no meio da rua. Estavam dando tiros nos postes de luz para ficar escuro." Repercussão nas redes Guarapuava esteve entre os assuntos mais comentados do Twitter durante a madrugada de segunda-feira (18). Alarmados, moradores do município compartilharam vídeos com barulhos de disparos e compararam os ataques ao mega-assalto a banco em Criciúma, que ocorreu em novembro de 2020. A atriz Larissa Manoela, que é natural de Guarapuava, prestou sua solidariedade em seu perfil. Initial plugin text VÍDEOS: mais assistidos do g1 PR Veja mais notícias da região no g1 Campos Gerais e Sul.