Após negociação entre prefeitura, sindicato e trabalhadores, coleta de lixo está mantida em Erechim

No fim da tarde desta sexta-feira (7) um grupo de funcionários composto garis decidiram interromper mais uma vez o recolhimento do lixo no município. Eles alegam que não receberam o salário de dezembro e nem mesmo as verbas rescisórias após terem sido demitidos pela empresa que abandonou o contrato com a prefeitura. Os trabalhadores se […]

Após negociação entre prefeitura, sindicato e trabalhadores, coleta de lixo está mantida em Erechim

No fim da tarde desta sexta-feira (7) um grupo de funcionários composto garis decidiram interromper mais uma vez o recolhimento do lixo no município. Eles alegam que não receberam o salário de dezembro e nem mesmo as verbas rescisórias após terem sido demitidos pela empresa que abandonou o contrato com a prefeitura.

Os trabalhadores se concentraram no pátio de um posto de combustível na paralela da BR 153.

Segundo os trabalhadores a empresa Engesa havia prometido o pagamento das rescisões nesta sexta-feira, inclusive uma reunião com o sindicato estava marcada, porém os representantes da empresa não compareceram e não deram satisfação.

Os coletores alegam também que havia o compromisso da contratação da equipe dispensada pela Engesa na sua totalidade, promessa que não teria sido cumprida.

Diante da situação, o prefeito em exercício, Flávio Tirello, o secretário Geral de Governo, Edgar Marmentini, juntamente com a Brigada Militar estiveram no local para resolver o problema por hora estabelecido.

Com a chegada dos gestores públicos houve uma conversa entre os funcionários, juntamente com o presidente do Sindicato da categoria, José Celso Machado, bem como com o advogado Franciano Ricardo Serafini que representa os trabalhadores.

Flávio Tirello informou aos coletores que por solicitação do advogado dos trabalhadores os valores que seriam pagos a empresa foram bloqueados e que esse valor será usado para o pagamento, de pelo menos, o salário dos funcionários, porém depende da liberação da justiça.

O advogado informou que buscará a liberação dos valores e dos documentos necessários para que os trabalhadores consigam sacar o FGTS e possam encaminhar o seguro desemprego.

Uma comissão dos funcionários foi formada e junto com o representante do sindicato e advogado dos funcionários serão recebidos na segunda-feira para uma conversa e encaminhamento das demandas na prefeitura municipal.

A Prefeitura ainda informa que, para suprir a demanda acumulada, o recolhimento também vai acontecer no domingo (9). O foco nos próximos dias é atender toda cidade e com a retomada, voltar a rotina normal do recolhimento de lixo na próxima semana.

A Rádio Cultura e o Jornal Boa Vista transmitiram ao vivo a negociação feita entre as partes e acompanhou o desenrolar dos fatos direto do local.