Angeli encerra carreira como cartunista após diagnóstico de afasia

Segundo a família, ele não encerra a carreira como artista. Angeli recebeu diagnóstico de afasia há alguns anos. Cartunista Angeli Flavio Moraes/G1 O cartunista Angeli, de 65 anos, anunciou o fim da carreira como cartunista após o diagnóstico de afasia progressiva primária. A informação foi divulgada pelo jornal "Folha de S.Paulo" nesta quarta-feira (20), onde o artista colaborou por mais de 50 anos, e confirmada ao g1 pela esposa dele, Carolina Guaycuru. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram "Recebemos o diagnóstico [de afasia] há alguns anos. Essa é uma condição degenerativa e de um mês para cá, ficou um pouco mais pesada. Achamos que assim ele poderá trabalhar e produzir neste novo momento de vida mais tranquilamente", disse Carolina. Além de Angeli, outros artistas anunciaram diagnóstico de afasia "Encerra como cartunista, mas não como artista", completa Carolina. A afasia é o nome dado a toda e qualquer alteração de linguagem, afetando as seguintes funções: Capacidade de falar ou se expressar verbalmente Compreensão da linguagem verbal Compreensão da linguagem escrita (leitura) Capacidade de escrever Segundo a Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia (SBF), esse comprometimento ocorre após um dano cerebral. A causa mais comum é o AVC, mas também pode ocorrer após um traumatismo cranioencefálico (TCE), tumor cerebral, aneurisma, infecções cerebrais e alguns tipos de demência. Recentemente, o ator Bruce Willis anunciou sua aposentadoria da atuação após diagnóstico da mesma doença. Além de Bruce Willis e Angeli, outros artistas como Sharon Stone, Emilia Clarke, Alicinha Cavalcanti, Kirk Douglas, entre outros, anunciaram ter afasia. Vida e carreira Paulistano nascido em 31 de Agosto de 1956, Arnaldo Angeli Filho publicou seu primeiro desenho aos 14 anos na extinta revista Senhor. A carreira na "Folha de S.Paulo" começou em 1973 com a tira diária “Chiclete com Banana”, publicada na seção de quadrinhos, lançando personagens como Rê Bordosa, Bob Cuspe, Wood & Stock e os Skrotinhos, entre outros, de acordo com informações do seu site oficial. "Chiclete com Banana" transformou-se em um revista de quadrinhos independente de mesmo nome em 1985. Angeli também teve seus trabalhos publicados pelas revistas Linus, de Milão; El Vibora, de Barcelona; Humor, de Buenos Aires, e no jornal Diário de Notícias, de Lisboa. É um dos idealizadores e editores do projeto Baiacu.

Angeli encerra carreira como cartunista após diagnóstico de afasia

Segundo a família, ele não encerra a carreira como artista. Angeli recebeu diagnóstico de afasia há alguns anos. Cartunista Angeli Flavio Moraes/G1 O cartunista Angeli, de 65 anos, anunciou o fim da carreira como cartunista após o diagnóstico de afasia progressiva primária. A informação foi divulgada pelo jornal "Folha de S.Paulo" nesta quarta-feira (20), onde o artista colaborou por mais de 50 anos, e confirmada ao g1 pela esposa dele, Carolina Guaycuru. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram "Recebemos o diagnóstico [de afasia] há alguns anos. Essa é uma condição degenerativa e de um mês para cá, ficou um pouco mais pesada. Achamos que assim ele poderá trabalhar e produzir neste novo momento de vida mais tranquilamente", disse Carolina. Além de Angeli, outros artistas anunciaram diagnóstico de afasia "Encerra como cartunista, mas não como artista", completa Carolina. A afasia é o nome dado a toda e qualquer alteração de linguagem, afetando as seguintes funções: Capacidade de falar ou se expressar verbalmente Compreensão da linguagem verbal Compreensão da linguagem escrita (leitura) Capacidade de escrever Segundo a Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia (SBF), esse comprometimento ocorre após um dano cerebral. A causa mais comum é o AVC, mas também pode ocorrer após um traumatismo cranioencefálico (TCE), tumor cerebral, aneurisma, infecções cerebrais e alguns tipos de demência. Recentemente, o ator Bruce Willis anunciou sua aposentadoria da atuação após diagnóstico da mesma doença. Além de Bruce Willis e Angeli, outros artistas como Sharon Stone, Emilia Clarke, Alicinha Cavalcanti, Kirk Douglas, entre outros, anunciaram ter afasia. Vida e carreira Paulistano nascido em 31 de Agosto de 1956, Arnaldo Angeli Filho publicou seu primeiro desenho aos 14 anos na extinta revista Senhor. A carreira na "Folha de S.Paulo" começou em 1973 com a tira diária “Chiclete com Banana”, publicada na seção de quadrinhos, lançando personagens como Rê Bordosa, Bob Cuspe, Wood & Stock e os Skrotinhos, entre outros, de acordo com informações do seu site oficial. "Chiclete com Banana" transformou-se em um revista de quadrinhos independente de mesmo nome em 1985. Angeli também teve seus trabalhos publicados pelas revistas Linus, de Milão; El Vibora, de Barcelona; Humor, de Buenos Aires, e no jornal Diário de Notícias, de Lisboa. É um dos idealizadores e editores do projeto Baiacu.