Amber Heard quase perdeu papel em "Aquaman 2"

Amber Heard quase ficou sem o papel de Mera na sequência de Aquaman por falta de química com Jason Momoa. De acordo com o ComicBook, a informação de bastidores vem de um depoimento do presidente da DC Films, Walter Hamada, para processo de difamação, movido por Johnny Depp contra a ex-esposa.   Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI). No entanto, a alegação causa surpresa por conta do sucesso do primeiro filme, lançado em 2018.   Inclusive, a dificuldade de se manter no papel e de negociar um aumento salarial são questão levantadas por Amber em meio a uma relação repleta de escândalos com Depp, que rende consequências ao seu trabalho e uma briga judicial.   Na próxima terça-feira (19), começa um julgamento nos Estados Unidos em que o ator pede US$ 50 milhões por danos morais em uma audiência que contará com cobertura ao vivo da televisão norte-americana.   "Johnny está me processando por um editoral que escrevi para o Washington Post, no qual contei minha experiência de violência e abuso doméstico. Nunca citei o nome dele, preferi escrever sobre o preço que as mulheres pagam por contrariem os homens no poder", declara Heard nas redes sociais.   "Continuo a pagar este preço, mas, espero, quando este caso acabar, poderei seguir em frente, assim como Johnny", completou ao agradecer o apoio dos fãs. Clique aqui para entender tudo sobre a briga judicial. FALTA DE QUÍMICA COM ATOR Amber Heard quase perdeu papel em "Aquaman 2" ...

Amber Heard quase perdeu papel em "Aquaman 2"
Amber Heard quase ficou sem o papel de Mera na sequência de Aquaman por falta de química com Jason Momoa. De acordo com o ComicBook, a informação de bastidores vem de um depoimento do presidente da DC Films, Walter Hamada, para processo de difamação, movido por Johnny Depp contra a ex-esposa.   Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI). No entanto, a alegação causa surpresa por conta do sucesso do primeiro filme, lançado em 2018.   Inclusive, a dificuldade de se manter no papel e de negociar um aumento salarial são questão levantadas por Amber em meio a uma relação repleta de escândalos com Depp, que rende consequências ao seu trabalho e uma briga judicial.   Na próxima terça-feira (19), começa um julgamento nos Estados Unidos em que o ator pede US$ 50 milhões por danos morais em uma audiência que contará com cobertura ao vivo da televisão norte-americana.   "Johnny está me processando por um editoral que escrevi para o Washington Post, no qual contei minha experiência de violência e abuso doméstico. Nunca citei o nome dele, preferi escrever sobre o preço que as mulheres pagam por contrariem os homens no poder", declara Heard nas redes sociais.   "Continuo a pagar este preço, mas, espero, quando este caso acabar, poderei seguir em frente, assim como Johnny", completou ao agradecer o apoio dos fãs. Clique aqui para entender tudo sobre a briga judicial. FALTA DE QUÍMICA COM ATOR Amber Heard quase perdeu papel em "Aquaman 2" ...