Amapá confirma 33 novos registros de Influenza A H3N2 no interior do estado

Casos foram em Serra do Navio e Oiapoque, os primeiros fora da capital. Municípios foram orientados a realizar coleta de amostras para identificação da variante. Teste RT-PCR, o do cotonete no nariz, ajuda a detectar a variante Ascom/IMD/UFRN A Superintendência de Vigilância em Saúde do Amapá (SVS) confirmou 33 novos casos da variante Influenza A H3N2, sendo os primeiros no interior do estado. Dos registros, foram 19 em Serra do Navio e 14 em Oiapoque, de acordo com a Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS). A variante foi confirmada por exames analisados no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). Os casos se juntam aos 63 confirmados na última semana em internos do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), que vive um surto de gripe. Sobre os casos no interior, não foram detalhadas as características dos pacientes, porém a SVS reforçou a necessidade da realização de coleta de amostras para identificação da variante a partir do exame RT-PCR. LEIA TAMBÉM Surto de gripe atinge 10% dos presos; 2 morreram Em meio a surto, presos do Iapen recebem ação com consultas Iapen autoriza que familiares levem remédios para presos Gripe ou Covid-19? A Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) do Amapá confirmou pela primeira vez na quarta-feira (5) que circula no estado o vírus Influenza A H3N2, responsável por surtos de gripe em outras unidades da federação. UBSs e UPAs registram alta no número de atendimentos por conta de síndromes gripais Jorge Junior/Rede Amazônica Desde o início de dezembro, as unidades de saúde da capital e no interior têm registrado alta na procura de pacientes com os sintomas da gripe, que se confundem com os da Covid-19: febre alta, tosse, indisposição, dor de garganta, dor de cabeça e coriza. Apesar das doenças apresentarem semelhança, é importante saber diferenciar os sinais: Covid-19: dor de garganta, dor no corpo (principalmente na região da lombar), congestão nasal (nariz entupido), problemas estomacais e diarreia. Influenza: febre alta, calafrios, dores musculares, tosse, dor de garganta, intenso mal-estar, perda de apetite, coriza, congestão nasal (nariz entupido), irritação nos olhos. Gripe ou Covid-19? Compare sintomas e saiba onde procurar atendimento em Macapá Os casos de influenza e a identificação da variante são realizados através da coleta de amostras para o exame RT-PCR. Os resultados são enviados para sequenciamento genômico no Centro de Informações Estratégicas (Cievs) e depois os testes são comunicados oficialmente aos municípios. “Após o sequenciamento, encaminhamos os resultados aos municípios para que eles possam tomar providências em relação ao controle do vírus e solicitar apoio do Governo do Estado. Inclusive, as cidades de Oiapoque e Serra do Navio já foram comunicadas sobre a presença da variante da Influenza”, explicou a gerente do Centro de Informações Estratégicas (Cievs), Solange Costa. Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:

Amapá confirma 33 novos registros de Influenza A H3N2 no interior do estado

Casos foram em Serra do Navio e Oiapoque, os primeiros fora da capital. Municípios foram orientados a realizar coleta de amostras para identificação da variante. Teste RT-PCR, o do cotonete no nariz, ajuda a detectar a variante Ascom/IMD/UFRN A Superintendência de Vigilância em Saúde do Amapá (SVS) confirmou 33 novos casos da variante Influenza A H3N2, sendo os primeiros no interior do estado. Dos registros, foram 19 em Serra do Navio e 14 em Oiapoque, de acordo com a Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS). A variante foi confirmada por exames analisados no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). Os casos se juntam aos 63 confirmados na última semana em internos do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), que vive um surto de gripe. Sobre os casos no interior, não foram detalhadas as características dos pacientes, porém a SVS reforçou a necessidade da realização de coleta de amostras para identificação da variante a partir do exame RT-PCR. LEIA TAMBÉM Surto de gripe atinge 10% dos presos; 2 morreram Em meio a surto, presos do Iapen recebem ação com consultas Iapen autoriza que familiares levem remédios para presos Gripe ou Covid-19? A Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) do Amapá confirmou pela primeira vez na quarta-feira (5) que circula no estado o vírus Influenza A H3N2, responsável por surtos de gripe em outras unidades da federação. UBSs e UPAs registram alta no número de atendimentos por conta de síndromes gripais Jorge Junior/Rede Amazônica Desde o início de dezembro, as unidades de saúde da capital e no interior têm registrado alta na procura de pacientes com os sintomas da gripe, que se confundem com os da Covid-19: febre alta, tosse, indisposição, dor de garganta, dor de cabeça e coriza. Apesar das doenças apresentarem semelhança, é importante saber diferenciar os sinais: Covid-19: dor de garganta, dor no corpo (principalmente na região da lombar), congestão nasal (nariz entupido), problemas estomacais e diarreia. Influenza: febre alta, calafrios, dores musculares, tosse, dor de garganta, intenso mal-estar, perda de apetite, coriza, congestão nasal (nariz entupido), irritação nos olhos. Gripe ou Covid-19? Compare sintomas e saiba onde procurar atendimento em Macapá Os casos de influenza e a identificação da variante são realizados através da coleta de amostras para o exame RT-PCR. Os resultados são enviados para sequenciamento genômico no Centro de Informações Estratégicas (Cievs) e depois os testes são comunicados oficialmente aos municípios. “Após o sequenciamento, encaminhamos os resultados aos municípios para que eles possam tomar providências em relação ao controle do vírus e solicitar apoio do Governo do Estado. Inclusive, as cidades de Oiapoque e Serra do Navio já foram comunicadas sobre a presença da variante da Influenza”, explicou a gerente do Centro de Informações Estratégicas (Cievs), Solange Costa. Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP: