A obsessão da medicina do século XIX pelas sanguessugas

Entre todos os métodos de cura para doenças que já foram utilizados na história da medicina, a sangria terapêutica foi a mais amplamente disseminada — e uma das mais antigas, com raízes desde o Egito Antigo. A princípio, a prática começou como um ritual de fundo místico, depois acabou adquirindo caráter doutrinador para justificação da prática até chegar no campo médico.Muito diferente de hoje, que a sangria ainda é feita com a finalidade de extrair algumas substâncias do corpo através da coleta do sangue, como em uma doação, nos anos 1800 era feita por sanguessugas. Leia mais...

A obsessão da medicina do século XIX pelas sanguessugas

Entre todos os métodos de cura para doenças que já foram utilizados na história da medicina, a sangria terapêutica foi a mais amplamente disseminada — e uma das mais antigas, com raízes desde o Egito Antigo. A princípio, a prática começou como um ritual de fundo místico, depois acabou adquirindo caráter doutrinador para justificação da prática até chegar no campo médico.

Muito diferente de hoje, que a sangria ainda é feita com a finalidade de extrair algumas substâncias do corpo através da coleta do sangue, como em uma doação, nos anos 1800 era feita por sanguessugas. 

Leia mais...